Palocci disse que porção da propina da Sete Brasil era dividida entre ele e Lula

Em conversa com um advogado, Palocci revelou que ele e Lula recebiam um terço da propina da Sete Brasil, empresa constituída para fornecer as sondas para o pré-sal envolvida. A informação é do Valor.

Os outros dois terços eram distribuídos entre funcionários e operadores da Petrobras e executivos da própria Sete Brasil.

O Valor diz que a versão de Palocci, repassada aos procuradores da Lava Jato, pode ser corroborada por Renato Duque, que negocia um acordo de delação.

A declaração de Palocci foi feita durante consulta a um advogado criminalista na véspera de ser interrogado por Sergio Moro.

 

Anúncios

Deixe uma resposta