Jovem que arrumou emprego diz não à greve da CUT e separa homens de vagabundos

por Rafa Silva

Parece que a tal “greve geral” do dia 28 não colou com quem trabalha. Ontem, o jovem Angelo Figueiredo, de Montes Claros (MG), foi responsável por um comentário nas redes sociais que comoveu muita gente e deixou de queixo caído os arautos da vagabundagem com dinheiro de imposto sindical.

Captura de Tela 2017-04-25 às 01.22.46

O jovem, conforme descrito na postagem, acabou de arrumar um emprego após 2 anos sem trabalho. Dando valor à conquista, renegou a greve pró-Lula organizada pela CUT e ganhou a simpatia dos internautas, que lhe enviaram mensagens de apoio.

Greve Pró-Lula gera polêmica nas redes

Buscando adesão em seu ato grevista, a CUT mobilizou diversas categorias para produzir material panfletário sem a habitual cor vermelha. Tal estratégia terminou confundindo militantes de “direita” um tanto quanto confusos, que são contrário a reformas  – de direita – que podem tirar o país do buraco.

Esses militantes, tomados por histeria, acabaram divulgando a greve geral da CUT como se fosse algo além de um ato pró-Lula e contra as reformas. Não era. Para esclarecer a população, o MBL  – Movimento Brasil Livre fez uso de uma imagem nas redes sociais alertando para os perigos da greve vermelha.

A imagem teve ampla viralização e alcaçou, até o momento, cerca de 1.5 milhões de pessoas, apenas no facebook.

urgente

Anúncios

7 comentários sobre “Jovem que arrumou emprego diz não à greve da CUT e separa homens de vagabundos

    1. O dó … com este pensamento vc vai conseguir se aposentar com 70 anos, ganhando um salário mínimo enquanto estes políticos curtem com nossa grana lá no Caribe…

  1. Sindicalista nenhum está preocupado com a Reforma da Previdência conforme estão divulgando, eles estão muito preocupados é com a Reforma Trabalhista pois nela está previsto o FIM DA CONTRIBUIÇÃO OBRIGATÓRIA ( O IMPOSTO SINDICAL), aquele dia que toda empresa desconta dos trabalhadores no mês de março, se essa obrigatoriedade acabar eles terão que fazer o que nunca fizeram, TRABALHAR para conseguir dinheiro, o resto é conversa fiada, só para enganar o povo e faze-los participar dessa vergonha, o trabalhador que participar estará lutando contra si próprio, pois está lutando pela não aprovação do fim do IMPOSTO SINDICAL, ou seja, está lutando para que as empresas não deixem de descontar o dia de trabalho para os Sindicatos.

  2. Sindicalista quer mamar eternamente, aí faz greve em plena sexta-feira para atrapalhar a vida de quem produz. Trabalhar, que é bom, eles nunca souberam o que é. Não sabem o que é esforço e mérito. Não sabem o que é dar emprego. Não sabem o que é abrir mão do lucro em determinados períodos para garantir a folha do mês.
    SINDICALISTA = PARASITA

  3. Trabalhadores diga NÃO aos sindicatos e sim ao trabalho, o Brasil não merece mais ter esses cara mandando nas empresas. Pense e se a empresa fosse sua??

  4. Lamentável essa.matéria manipuladora e irreal contra a greve de sexta feira. Primeiramente, quem se.manifesta não é vagabundo. Estamos numa democracia e temos o direito de reagir contra arbitrariedades governamentais. Já que nosso presidente gosta tanto de citar outros países, enquanto visitava a Itália, observei inumeras manifestacoes em diferentes cidades, por.muito menos que estamos passando por aqui. Segundo, qualquer trabalhador consciente e inteligente sabe que essas reformas propostas pelo governo acabam com muitos direitos que os trabalhadores conquistaram durante toda a construção democrática do país. Todos ficarão nas mãos dos patrões, e , num.país onde vale tudo para ter dinheiro, será que o trabalhador será valorizado? Pelo contrário, será escravizado. Essa greve não é partidária, essa greve reflete a luta do trabalhador contra um.governo que privilegia o empregador e acaba com o empregado. Acorda Brasil!

  5. Greve Geral dos trabalhadores na véspera de feriado me poupe e coisa de vagabundos sim, sindicalistas nunca foram trabalhadores mas agora com fim do imposto sindical terão que aprender e muitos ainda pensam que é contra a reforma da previdencia e trabalhitas me popem novamente.

Deixe uma resposta