Editorial do Estadão deixa PT arriado no chão e diz que “onde houve governo, houve corrupção”

O Estadão mais uma vez destruiu o PT em seu editorial. Neste fim de semana a publicação trouxe a tona uma visão ampla da corrupção nos governos petistas, mostrando que realmente nunca houve nada igual antes.

Veja o trecho abaixo:

“O mal do petismo – PT deixou como marca indelével a percepção de que onde houve governo, houve corrupção – Os futuros presidentes da República terão de se esforçar muito se quiserem impingir ao País mal semelhante ao causado por Lula da Silva e Dilma Rousseff. O verdadeiro legado de suas gestões – evidente aos olhos dos que não costumam brigar com a realidade – é o mais absoluto retrocesso, sob quaisquer aspectos que se avalie: econômico, político, social e, sobretudo, moral. Uma marca difícil de ser batida (…)”

Em outro trecho:

“O PT deixou como marca indelével de sua passagem pelo poder a percepção de que onde houve governo, houve corrupção (…) O que as investigações da Lava Jato e a revelação das chamadas delações premiadas da Odebrecht escancaram ao País é que não houve uma só política de governo durante as gestões de Lula da Silva e Dilma Rousseff – ela mesma um improviso do ex-presidente para seguir com seu plano após as quedas de José Dirceu e Antonio Palocci – que não tenha sido pensada como meio de obtenção de vantagens ilícitas para o PT e, como ninguém é de ferro, para assegurar uma vida materialmente confortável aos próceres do partido. Lula e sua família, principalmente”Aguardemos eventual resposta do partido.”

Anúncios

Deixe uma resposta