PSOL vai ao MP para impedir Holiday de fiscalizar doutrinação nas escolas

Fernando Fonseca

A pedido do deputado estadual Carlos Gianazzi (PSOL), o Ministério Público irá apurar como se deu as visitas do vereador Fernando Holiday a escolas da rede pública de São Paulo.

Apesar do UOL ter feito matéria em que os profissionais das instituições visitadas afirmam não ter havido sequer contato com professores e taxar as visitas de “tranquilas”, o deputado ultraesquerdista diz o contrário, alinhado ao secretário de educação Alexandre Schneider que apoiou candidato psolista e é ligado a grupo político de Marina Silva.

Aliás, o prefeito João Doria, autoridade máxima do município, defendeu o direito do vereador de visitar escolas, recentemente.

No rio, o PSOL é investigado por doutrinar crianças em sala de aula no colégio Dom Pedro II pelo mesmo MPF, inclusive a legenda teria fundado um núcleo do partido na escola, onde lecionava o radical vereador carioca Tarcísio Motta.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s