Jornalista de extrema-esquerda promove perseguição e até agressão ao MBL em Florianópolis

O jornalista e militante de extrema-esquerda, Carlos Damião, que possui uma coluna no jornal Notícias do Dia, incentivou o ódio e a intolerância contra o MBL em sua rede social.

Em sua postagem, Damião disse que o MBL estava “tomando nos dedos na prefeitura de Florianópolis” e fez menção ao ex-secretário executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, Doreni Caramori. O colunista se refere ao episódio de perseguição ideológica que aconteceu na capital catarinense contra o mencionado empresário, que conseguiu patrocínio e doações para um evento gratuito em comemoração ao aniversário de Florianópolis, ocorrido no dia 23 de março.

2

Doreni foi alvo da fúria do PSOL e PT, que se basearam em uma carta apócrifa e sem evidências para, pasmem!, pedir esclarecimentos sobre um evento privado, que não utilizou dinheiro público, oferecido à população. O caso chegou a gerar um pedido de CPI que foi arquivado pelo presidente da câmara municipal por falta de legitimidade. Não acostumado com o ambiente hostil da política e inconformado com as calúnias a seu respeito, o empresário deixou o governo na última sexta-feira.

“Se não for pelas ideias tem que ser no tapa”, foi um dos comentários no perfil do jornalista que também chamou os integrantes do movimento de “gente tosca e primitiva”. Damião é conhecido por se dizer poeta, pregar o amor e criticar o ódio nas redes sociais, mas parece que realmente o que fica são os ensinamentos de um de seus ídolos, Lênin: “acuse-os do que você faz e chame-os do que você é.”

Advertisements
Anúncios

2 comentários sobre “Jornalista de extrema-esquerda promove perseguição e até agressão ao MBL em Florianópolis

Deixe uma resposta