Gastos com apê e sítio foram abatidos de conta de R$ 15 mi da OAS com PT, diz Léo Pinheiro

Léo Pinheiro contou que não apenas a reforma do triplex como a reforma do sítio em Atibaia foram abatidos de um acerto de R$ 15 milhões da OAS com o PT. As informações são do Estadão. Tudo está na confissão de Léo à Moro.

“Levei esses créditos e esses débitos. Levei o que a OAS estava devendo por conta desses pagamentos de vantagens indevidas ao PT naquele momento, o que estava atrasado e que ainda ia acontecer. E os custos dos empreendimentos que estávamos fazendo, desses passíveis ocultos, e mais os custos do tríplex e do sítio”, afirmou o delator.

Moro quis saber se “inclusive em relação a esses débitos havidos pela OAS no tríplex…” “No tríplex, no sítio e nos outros empreendimentos”, respondeu Léo Pinheiro. “A soma total disso, me parece, era de R$ 15 milhões.”
Ele explicou sobre o encontro de contas da OAS com o PT espontaneamente: “Pulei um detalhe que eu acho muito importante, que era o retorno que eu fiquei de dar ao João Vaccari do encontro de contas.”

Ele contou que, em maio ou junho de 2014, com o custo de todos os empreendimento Bancoop aferidos “e também toda a especificação de tudo que ia ser feito, tanto no sítio como no tríplex, eu procurei o João Vaccari”.

“Vaccari disse: ‘está tudo ok, está dentro do princípio que nós sempre adotados’. Sempre que ia haver o encontro de contas com ele, de quando em quando: ‘não você paga isso a um diretório tal, paga isso a um político tal. Isso era feito e era uma coisa corriqueira. Então não vamos mudar a metodologia’.”

Léo Pinheiro afirmou que Vaccari disse que como “tinha coisa aqui de cunho pessoal” no assunto, “que trata do presidente, eu vou conversar com ele sobre isso e lhe retorno”. Ademais, ele teria requisitado empreiteiro para que ele não citasse esses fatos para a diretoria da Bancoop.

“Passaram-se alguns dias, uma semana no máxima, ele (Vaccari) me retornou, dizendo que estava tudo ok, que poderíamos adotar o sistema de encontro de contas de créditos e débitos que tínhamos com ele.”

Anúncios

Deixe uma resposta