Engengeiro da Odebrecht dá detalhes sobre assessor de Lula e sobre o sítio do petista em Atibaia

O engenheiro da Odebrecht Emyr Costa contou detalhes sobre a reforma do sítio em Atibaia ao Jornal Nacional, em uma reportagem que o jornal fez sobre o assunto.

“As obras que foram solicitadas serem feitas eram: a construção de uma pequena casa para alojamento dos seguranças da Presidência da República, a construção uma edícula de quatro suítes, próxima à casa principal do sítio, a construção de duas áreas de depósitos, uma que seria usada para quarto de empregada e outra para adega do então presidente. A construção de uma sauna perto da piscina e o conserto do vazamento da piscina. E teve também conclusão de um campo de futebol”, disse Emyr.

E também: “Disse que eram necessários R$ 500 mil. O Carlos Armando, então, me autorizou a iniciar o trabalho e disse que ia mandar entregar o dinheiro lá, através dessa equipe de operações estruturadas”.

“Semanalmente, separava mais ou menos R$ 100 mil e colocava num envelope fechado, entregava para o Frederico, que por sua vez entregava para o senhor Aurélio, para que o senhor Aurélio fizesse os pagamentos. Era dinheiro de caixa dois que eu recebi efetivo e tinha autorização para gastar”, continuou.

O referido “senhor Aurélio” seria Rogério Aurélio Pimentel, que era assessor de Lula na época.

Anúncios

Deixe uma resposta