Mônica Moura finaliza Dilma ao dizer que Odebrecht pagou campanha da ex-presidente com caixa 2

A empresária Mônica Moura, mulher e sócia do publicitário João Santana, disse nesta terça (18) em depoimento ao juiz Sérgio Moro que a Odebrecht pagou parte dos gastos da campanha presidencial de Dilma Rousseff (PT) em 2010 via caixa 2. As informações são do UOL.

O valor seria de, no mínimo, R$ 15 milhões.

Mônica diz que “R$ 5 milhões ou R$ 6 milhões” foram pagos em espécie ainda em 2010. No ano seguinte, mais R$ 10 milhões foram depositados pela Odebrecht em uma conta não declarada do casal no exterior, chamada Shellbill.

“Eles pagaram uma parte em dinheiro, no Brasil, durante a campanha, e pagaram uma parte na Shellbill no ano seguinte”, declarou Mônica.

De acordo com a empresária, em muitas das campanhas feitas no Brasil pela empresa do casal, a Pólis, parte do pagamento era feita pela Odebrecht.

Anúncios

Deixe uma resposta