Delator conta que ele e advogado de Lula combinaram fraudar notas fiscais para ocultar sítio de Atibaia

Segundo o delator Alexandrino Alencar, ele e Roberto Teixeira, advogado de Lula, fizeram uma combinação para fraudas notas fiscais durante a reforma do sítio em Atibaia. Este depoimento está na Folha Folha de S. Paulo.

Alexandrino disse: “Fui lá e ele [Roberto Teixeira] estava preocupado, digamos, como é que poderia aparecer essa obra sem um vínculo com os proprietários do sítio. Então nós marcamos uma reunião uma semana, dez dias depois. Fui eu e o engenheiro Emir conversar com ele. E ele estava preocupado, claramente preocupado”.

Teixeira teria pedido para que a empreiteira Odebrecht emitisse falsas notas fiscais com o objetivo de ocultar a propriedade do sítio: “Ele falou: a obra terminou… a obra de Atibaia, o sítio de Atibaia, porque o sítio é do Fernando Bittar e nós precisamos, como se diz, formalizar a obra… Isso foi feito com notas fiscais através… que o Emir conseguiu falar com o Carlos Rodrigues Prado [empreiteiro subcontratado para a obra] para fazer uma nota fiscal mostrando que foi pago pelo Fernando Bittar… Foi feito um escalonamento do pagamento para não ficar uma coisa muito cara que inviabilizasse, digamos, como é que o Fernando Bittar ia pagar toda a obra?”.

Anúncios

6 comentários sobre “Delator conta que ele e advogado de Lula combinaram fraudar notas fiscais para ocultar sítio de Atibaia

    1. Não! Essa imundice vai contaminar o lençol freático da região! Melhor é incinerá-lo e dispersar suas nojentas cinzas num aterro sanitário.

  1. Cambada de descarados!!! É por essa e outras tramóias que ele jura de pés juntos que se provarem qualquer propina em nome dele, ele aceita uma condenação. Esse safado é malandro e dá aulas de malandragem pra qualquer pilantra profissional!!!

Deixe uma resposta