Renan Calheiros está desesperado com a possibilidade de não se reeleger em 2018

O medo de não se reeleger em 2018 mexe como os instintos mais primitivos de Renan Calheiros. Não por acaso. Um cenário, especificamente, tornará a empreitada dramática para o líder do PMDB.

Os principais adversários dele em Alagoas são seu colega no Senado Benedito de Lira, do PP, o tucano Teotônio Vilela e Ronaldo Lessa (PDT).

As maiores dificuldades do peemedebista passam pelas pretensões do prefeito de Maceió, Rui Palmeira, virtual candidato ao governador do estado, posto atualmente ocupado por Renan Filho.

Há conversas para que o vice na chapa de Rui Palmeira seja Teotônio Vilela. Como haverá duas vagas para o Senado em disputa, esse quadro retiraria um dos concorrentes do páreo e favorece Renan, correto? Não.

A tendência é que a dupla Rui e Teotônio forme o palanque com o nome de Ronaldo Lessa para o Senado. Tem mais.

Quando o prefeito se licenciar para disputar a eleição, assumirá Marcelo Palmeira, enteado de Benedito de Lira. Ou seja, na reta final, a máquina da prefeitura da capital servirá a Lira.

Restará a Renan torcer para que seu filho, hoje mal avaliado, chegue a 2018 com uma aprovação minimamente razoável e bote o governo para trabalhar pela reeleição do clã.

A informação é da coluna Radar On-Line, da Veja.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s