O caso Patrícia Lélis ensina: Denunciações caluniosas e falsas comunicações de crime podem dar muito errado…

por Roger Scar

No ano passado, pouco tempo antes do período eleitoral, a suposta jornalista Patrícia Lélis, que até então era membro do PSC, acusou o deputado federal Marco Feliciano e seu assessor por crimes sexuais e até mesmo sequestro. O assessor chegou a ser preso, mas foi liberado algum tempo depois.

Os dias passaram e a história de Patrícia foi ficando cada dia mais estranha, contraditória e sem sentido, até que, no fim, descobriram que ela mentiu. Agora, Lélis é acusada por tentar chantagear o assessor de Feliciano e, conforme publicamos por aqui mais cedo, virou ré em processo.

Ainda são nebulosos os motivos de Lélis para ter mentido, ainda mais de forma tão grave ao ponto de acusar um deputado de um crime hediondo. Suspeita-se que haja razões totalmente políticas, tanto é que Feliciano desistiu de concorrer à prefeitura de São Paulo, embora fosse um dos cotados para a campanha pelo seu partido.

De qualquer forma, este caso ensina que calúnias, difamações e denunciações falsas de crime podem dar muito errado. Nos dias de hoje é comum encontrar valentões das redes sociais que propagam mentiras sobre outras pessoas, e muitos deles se valem da fama para isso, achando que por serem conhecidos terão credibilidade a priori. No entanto, não é bem assim.

A Justiça tarde, mas nem sempre falha.

3 comentários sobre “O caso Patrícia Lélis ensina: Denunciações caluniosas e falsas comunicações de crime podem dar muito errado…

  1. Estas são umas das armas dos Esquerdopatas e comunistas: calúnias, mentiras e falsidades. Para chegarem no poder são capazes de cometerem até crimes.
    O molusco, o chefão da Orcrim faz lembrar o Hitler da segunda guerra mundial, seus comandados quase todos estão presos, só está faltando ele e sua cria, mas com suas mentiras zomba da nossa justiça que já era para estar preso desde o mensalão.

    Curtir

    1. Meu caro Silva, não desanime, isso logo acontecerá. O Juiz Sérgio Moro é homem sábio. Uma prisão desta monta precisa de todas as provas e argumentações muito bem elaboradas para que a sentença não tenha como ser cassada em instâncias superiores. Lembre-se que nosso judiciário, em especial o STF está aparelhado pela ORCRIM. Eles já estão preparados para isso e o Moro tem que ser preciso em sua sentença. Ele só tem direito a um tiro, não pode pegar de raspão.
      Quando a prisão acontecer será irrevogável.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s