Juíza de Porto Alegre usa teses neomarxistas para livrar bandidos perigosos

Alinhada ao direito “alternativo”, que recomenda que a aplicação de uma lei deve levar em conta o contexto social de cada caso, a juíza gaúcha Sonáli Zluhan fez com que em pouco mais de um mês em Porto Alegre,  voltassem às ruas 20 presos que respondem por delitos como homicídio doloso, formação de quadrilha, tráfico de drogas e receptação, numa postura que para muitos,  criminaliza a sociedade e coloca em risco de vida da própria população. Sua polêmica atuação é tema da matéria abaixo, assinada pelo repórter Mauricio Tonetto e publicada no jornal Zero Hora desta sexta-feira:

Conhecida no meio jurídico como “Iraque” pela violência dos réus que julga, a 1ª Vara Criminal do Tribunal do Júri de Porto Alegre é alvo de polêmica desde 21 de janeiro deste ano devido à atuação da juíza Sonáli da Cruz Zluhan, 54 anos, uma magistrada de perfil liberal. Designada por tempo indeterminado para o lugar de Volnei dos Santos Coelho, agora na Corregedoria do Tribunal de Justiça (TJ), ela já revogou as prisões de 31 réus no período de atuação, alguns de alta periculosidade. Membros do Ministério Público (MP) e da Polícia Civil estão indignados.

— Essa vara é o Iraque. Algo está errado. Ela faz um trabalho danoso em nome de uma ideologia de esquerda, marxista, que prega que todo mundo é vítima da sociedade. Vai repercutir diretamente no aumento da criminalidade — acredita o promotor Eugênio Amorim, da Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri da Capital.

Alinhada ao direito alternativo, que recomenda que a aplicação de uma lei deve levar em conta o contexto social de cada caso, Sonáli Zluhan fez com que 20 presos voltassem às ruas — 11 dos 31 cumprem pena por outros crimes e seguiram detidos — em pouco mais de um mês em Porto Alegre. Na maioria dos casos, eles respondem por delitos como homicídio doloso, formação de quadrilha, tráfico de drogas e receptação.

— São reincidentes e perigosos. Deixá-los soltos pode motivar até atos de linchamento. Quando o Estado não se faz presente, as pessoas agem. Não acho que ela tenha de ser dura, apenas imparcial. Isso precisa ser denunciado para a sociedade. Qual é a responsabilidade do Judiciário com os homicídios em Porto Alegre? — questiona Amorim.

O histórico de polêmicas da magistrada não é de hoje. Quando trabalhou em Caxias do Sul, na Serra, ela permitiu, em 2004, a soltura de Cristiano Ribeiro, condenado por roubo e extorsão.

Em liberdade condicional, ele foi flagrado ao entrar no Presídio Industrial com drogas. Libertado novamente, participou de assalto que resultou na morte do comerciante Luiz Alberto Moretto, irmão do então bispo da cidade, dom Paulo Moretto.

Soltura de réus elimina provas, diz delegado

A promotora do Tribunal do Júri de Porto Alegre Lúcia Callegari argumenta que a postura da juíza aumenta a sensação de insegurança:

— Temos problemas em localizar as pessoas para as provas nos processos, e as revogações das detenções tendem a piorar o cenário, pois ninguém se sentirá motivado a depor com o suspeito livre. Isso vai de encontro a uma megaestrutura de 16 delegacias de polícia montada para combater os homicídios.

Para a Polícia Civil, o sentimento é de frustração. A soltura de réus, de acordo com o diretor de Homicídios do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, Cristiano Reschke, é decisiva para a coação de testemunhas e a eliminação das provas:

— É muito frustrante. Não podemos ser coniventes e aceitar calados tais liberalismos e excesso de garantismos. Quem assegura a integridade física, psíquica e a vida das testemunhas que passarão a sofrer ameaças graves para que não confirmem seus depoimentos no júri, uma vez que os autores dos crimes muitas vezes residem na mesma vila ou bairro que elas?

Por meio de uma nota (leia abaixo), o TJ limitou-se a comentar que a Corregedoria não interfere no conteúdo das decisões dos juízes. Zero Hora tentou contato com Sonáli durante toda a quinta-feira, mas, em férias, ela não foi encontrada.

CONTRAPONTO

O que diz Deborah Coleto Assumpção de Moraes, juíza da Corregedoria-geral da Justiça no Estado

“A Vara do Júri está vaga, atendida, por Juiz Substituto. A designação de Sonáli, juíza substituta de entrância final, na referida Vara, decorreu da necessidade de priorizar o atendimento à unidade mediante atuação de um Juiz com dedicação exclusiva. O conteúdo de suas decisões traduz aspecto de ordem jurisdicional, no que a Corregedoria-Geral de Justiça não interfere. Eventual inconformidade do promotor de Justiça deve ser veiculada na esfera recursal própria.”

A informação é do blog de Candido Nobrega.

Anúncios

20 comentários sobre “Juíza de Porto Alegre usa teses neomarxistas para livrar bandidos perigosos

  1. Por mais torto ideologicamente que algum magistrado possa ser, esse jamais poderá agir fora dos limites legais. O problema não é a cabeça marxista da juíza em questão mas, sim, as frouxas leis de execução penal que temos no Brasil. Ela solta os “coitadinhos vitimados pela sociedade” porque a lei assim a permite fazer. A parcela da sociedade que fica indefesa e que é dioturnamente esculachada nesse pais deve voltar a atenção de seus fogos e esforços contra os legisladores (deputados estaduais/federais e senadores) — pois estes são os verdadeiros responsáveis pelos férteis campos que permitem que excrescências como as praticadas pela citada magistrada encontrem amparo legal.

    Curtir

  2. Até quando os Deuses desse Olimpo Jurídico continuarão atentando contra a segurança, cultura e a vida de todos os outros simples mortais sem ninguém poder contestá-los ou penalizá-los. Assim, como esta Juíza, também o Meritíssimo Juiz Marco Aurélio Mello do STF, libertou o 3º homem mais importante na hierarquia do PCC o qual, uma semana após, foi condenado e cadê o homem, evaporou-se. Desse jeito quem poderá nos salvar dos raios, ou melhor, das canetas dessas pseudas Divindades.

    Curtir

  3. Esses meros ocupantes de cargo no magistrado são coniventes com o crime e probar isso basta analizar essas decisões.
    É obrigação SIM da corregedoria, da OAB, AL, da asociación dos magistrados, em fin, todos os organismos que representan a sociedade tem o deber de procesar esses magistrados acusando-os de cúmplices e apología ao crime.

    Curtir

    1. LIBERAL em português indica uma pessoa com um viés de direita e em inglês (a segunda língua do país) esta mesma palavra indica uma pessoa com um viés de esquerda (Obobama e Hilária rousseff clinton, por exemplo). Acredito que a confusão tenha sua causa neste fato.

      Curtir

  4. Antes de publicar, ou compartilhar um artigo, era bom checar fontes.
    Fácil se basear em reportagem datada de 2014.
    Isso é jornalismo ou necessidade de exploração midiática?

    Curtir

  5. Criticar a magistrada é muito fácil, pois estamos acostumados com um sistema que não faz justiça pois vê o preso como animal e não se preocupa em dar condicoes para o seu retorno social.

    Curtir

  6. O brasileiro precisa deixar de ser bundão. Se os parentes pais, filhos, sobrinhos, tios, etc, sofrem pela perda de algum ente querido vítima destes marginas e estão se sentindo traídos por esta comunista safada, vão até a casa dela e façam manifestação, inclusive no trabalho dela. Se nada resolver, usem a lei de Talião.

    Curtir

  7. Se o próprio magistrado, ministério público está contra esta estúpida atitude marginalizada, porque permitem, aceitam, deixam acontecer ?????
    Se uma maioria, que inclusive fazem parte plena e total de um cargo os quais lhe dão autoridade para tal atitude, porque permitem tamanha atitude absurda ???
    Uma vez que vem a prejudicar uma sociedade inteira!?!?!?!?
    Depois falam que é só o povo que só fala pelos cotovelos e não fazem nada.

    Curtir

  8. Coincidência? Os desembargadores do Olimpo, individualmente, e agora essa Juíza, soltam presos perigosíssimos, de facções criminosas estruturadas que movimentam recursos financeiros incalculáveis, vez que negociam compra de drogas para abastecimento dos pontos de venda e compra de armas de guerra para proteção dos territórios que mantém sob o seu domínio. Interessante ressaltar que as corregedorias dos TJs parecem não desconfiar de qualquer irregularidade que, para o simples mortal, não entende o por quê da soltura em série de elementos reincidentes em crimes hediondos; o por quê dos desembargadores do Olimpo judiciário não questionam uns aos outros quando também liberam da prisão bandidos de alta periculosidade e, ainda, políticos criminosos, extremamente nocivos à sociedade. Essas pseudo-autoridades parecem se de outro mundo, e só vêm ao nosso para causar destruição.

    Curtir

  9. Porque só no sul acontecem TANTAS MERDAS , SÓ COM MULHERES NO: “me acho…” !!!”eu posso , eu faço, estou no poder, NINGUÉM VAI ME CONTESTAR, VOU ARRASAR !!! (Será porque no sul, FALTAM MACHOS ? HOMENS DE VERDADE ???. . . Juízas, Senadoras(G. Hoffman, Maria de…(não sei de que…>>>usa óculos fundo de garrafas…) Dep. Federais, e outras tantas !!! >>> Aí, ELAS CRESCEM . . . FAZEM O QUE QUEREM !!! >>>Porque não TIVERAM HOMENS AO SEU LADO , PRA MOSTRAR A ELAS O “LUGAR”DELAS NESSE BRASIL PODRE ! ! ! ” Que vergonha , hein ? Cadê os “HOMENS daí ? Principalmente St. Catarina e R.G.Sul !!! O PARANA , tem um ….HOMEN(e já falaram que ele é bicha ! Só faltava essa ?!?)>>>SERGIO MORO, esse É O SALVADOR DA PÁTRIA !!!

    Curtir

  10. QUE VERGONHA, ESSA INCOMPETENTE CRIOU SUA PRÓPRIA LEI.
    REZO PARA QUE ELA SEJA VITIMA O MAIS BREVE POSSÍVEL, SERIA O CRIME SEM PENA, POIS O CONTEXTO GERAL ASSIM O EXIGE….

    Curtir

  11. Se eu tivesse tido um parente que foi morto por um desses bandidos, essa juíza eu iria mandar para o inferno, dessa forma a sociedade gaúcha iria me agradecer.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s