Governo Temer tira ideologia de gênero da base curricular

Sem fazer alardes, o Ministério da Educação alterou o texto da nova versão da base nacional curricular e retirou todas as menções às expressões “identidade de gênero” e “orientação sexual”.

Ou seja, agora não é mais obrigatório que seja necessário o respeito à “identidade de gênero” e “orientação sexual”. As informações são da Folha.

A mudança aparece em um capítulo que fala sobre a importância da base para que o país tenha “equidade” e “igualdade” no ensino.

Dizia o trecho do documento inicial, na página 11: “A equidade requer que a instituição escolar seja deliberadamente aberta à pluralidade e à diversidade, e que a experiência escolar seja acessível, eficaz e agradável para todos, sem exceção, independentemente de aparência, etnia, religião, sexo, identidade de gênero, orientação sexual ou quaisquer outros atributos, garantindo que todos possam aprender.”

Já na versão atual, disponível no site da base curricular, a frase foi modificada para “a equidade requer que a instituição escolar seja deliberadamente aberta à pluralidade e à diversidade, e que a experiência escolar seja acessível, eficaz e agradável para todos, sem exceção, independentemente de aparência, etnia, religião, sexo ou quaisquer outros atributos, garantindo que todos possam aprender.”

Referências à “orientação sexual” também já não constam  no novo documento disponível no site da base nacional curricular.

A mudança incomoda muito à extrema-esquerda, que depende desses conteúdos para promover falsas guerras de classe (entre homens X mulheres e héteros X LGBT), pelas quais conseguem capital político.

Anúncios

45 comentários sobre “Governo Temer tira ideologia de gênero da base curricular

  1. Boa noite a todos que acompanham esta matéria,essa mudança chegou em boa hora,acredito que a nossa nação não é constituída exclusivamente de mentes pervertidas como pensam que toda a população é ,assim é o raciocínio destes VERMELHOS,que já eram de ter sidos banidos do PAÍS ao qual eles não pertencem.

    1. Não confundir as coisas. Quem promove LGBT no Brasil é a Globo e outras. Jean Willis foi levantando pela Globo e defende a ideologia de gênero. Isto é contraditório; cheira a enganação, jogar as famílias cristãs contra os partidos de esquerda que foram os únicos que fizeram justiça social neste país.

  2. Essa estupidez de ideologia de gênero, não cabe nas nossas Escolas, porque nossas crianças vem normalmente de famílias bem estruturadas….
    Acredito que o ambiente Escolar deva ser uma entidade de fé, de amor, de prosperidade intelectual, sem tirar da criança a sua ingenuidade e a sua graça….
    A Escola tem que ser um ambiente sadio e não tirar da criancinha o bem mais precioso, que é a sua inocência ….
    Jesus se preocupava muito com as crianças, dizendo : vinde a mim as criancinhas que delas é o reino dos céus e acrescentou ainda, ai daqueles que tirarem a inocência de uma criança, esse será amaldiçoado para sempre….

    1. Absurdo. Numa época em que se caminha para frente, tantos bossais, hipócritas e atrasados concordam com a intolerância. Normal em um país sem cultura, leitura e antiético. Retrocesso, regressão, ignorância e incompreensão.

      1. Absurdo é querer na marra ensinar para uma menina pequena que ela não nasceu menina e ao menino que ele não nasceu menino confundindo a mente e o desenvolvimento Saudável da criança fora esses doentes.

      2. ABSURDO!!!! ABSURDO!!!!!
        Absurdo é ensinar uma coisa dessas na escola. Assim como o sr. Leandro escreveu, a escola tem o dever é de ensinar português, matemática etc, além de propiciar um ambiente que estimule as nossas crianças, tornando-as individuos pensandos e refletivos. Não para ensinar teoria do que pode ou não ser na vida sexual. Isso é opção de cada um.
        Já o respeito sobre o que a pessoa quer ser ou não, isso deve ter sim, mas isso é coisa que deve-se aprender é em casa. Os pais é que tem o dever de ensinar isso aos filhos.

      3. Graças aDEus,nada de boiolagem nem lesbianismo com nossas crianças,vão divulgar essasidéias noinferno!

      4. “A cara” se acha “culta” com um comentário no minimo cheio de ódio, o povinho hipócrita esta turma que acusa os outros de homofóbicos kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      5. Ah ta. Concordar com a idiotice de ideologia de gênero é um avanço. Por acaso tens caca na cabeça? Intolerância é o que VOCÊS têm, pois não respeitam a heterossexualidade. Convivam com isso.

      6. Tolerar não quer dizer aceitar. Simplesmente isso. As pessoas estão confundindo e quando alguém diz que vive bem(tolera) sem aceitar é chamada de ignorante, homofóbica e preconceituosa. É preciso rever os valores.

    2. Minha cara senhorinha Jucelia… oq lhe da o direito de dizer que eu não vim de uma familia estruturada?
      Qual conhecimento e vivencia voce tem sobre o assunto em questao?
      NÂO associe o “diferente” ao errado.
      Vim de uma familia totalmente estruturada e desde criança eu soube que era diferente, e graças a DEUS nunca deixe que pessoas como voce me dissessem que eu era normal.
      Pois sao pessoas como vc que ensinam as criancinhas dentro de casa a serem preconceituosas, a excluirem o diferente, a praticarem o bulliyng… EDUCAÇÃO vem de casa…
      Jesus deve se revirar qdo colocam ele no meio dessa baixaria idologica de vcs… DEUS eh amor, e deixa que com ele eu me entendo… vai se preocupar com o seu em vez de propagar tanta asneira…

      1. Ensina a criança o caminho em que deve andar….Adultos são responsáveis e Deus realmente é amor e por isso Justo. Tudo o que plantarmos com certeza será colhido independente da crença. É a lei da vida.Observe as mudanças ruins e boas que ocorreram da década de 80 até hoje. Pesquise, pense. Ah …JESUS não revira.Ele ressuscitou.

    3. Maria Jucélia, logo se vê que vc vive numa bolha ou numa realidade que julga ser a mesma para o resto do país. Logo, não é de se admirar o seu comentário.

      “porque nossas crianças vem normalmente de famílias bem estruturadas….”

      Em que mundo vc vive? A maioria das famílias são DESESTRUTURADAS, a grande maioria absurda delas. Crianças sem pai, crianças sem mãe, crianças abandonadas por pai e mãe, crianças que são depositadas nas escolas pq esses “pais” acham que a escola é um depósito. Se escola funcionasse sábado e domingo, a maioria iria amar pq não fazem seu papel de pai e mãe. Crianças que tem pais que não olham a agenda, crianças que vão para a escola sem almoçar, que não tem o mínimo de regas e limites mas pra vc isso é família estruturada? Se informe antes de falar tal disparate.

  3. Pelo que li do texto da Folha, contrariando o título, a deturpadora ideologia de genero continua lá, disfarçada. Em partes onde a palavra certa a ser empregada seria “sexo”, o que aparece é “gênero”.
    Textos legais têm que ser claros e diretos. Essa alternância entre as duas palavras no texto não é estilo literário, é uma porta aberta para essa ideologia nefasta.

  4. Pela defesa da família, da moral e dos bons costumes: NÃO à ideologia de gênero nas escolas.
    A população brasileira não aceita barbaridades como essa! Deus no comando!

    1. Joana concordo plenamente com vc este ministro teria que fazer desta forma, mas para a família ter um no. Costume e ter moral não deve assistir a rede globo, porque ela é uma super fábrica de prostituta,

    2. Juana, e logo percebe-se outra barbaridade… sua fuga da aula de interpretação do texto… tenta de novo… ate compreender o conteudo… o respeito a TODOS.

  5. Em qualquer situação, sobre qualquer assunto, quando se escreve: “TODOS” o indivíduo sensato e honesto já compreende, mesmo assim, complementaram a frase com: “sem exceção”, para os menos providos de conhecimento dos vocábulos. Não é necessário descrever os incluídos nesse “TODO” e a complementação da frase, “sem exceção” já seria dispensável uma vez que TODOS significa 100%!!! ainda assim… “socaram” mais=====> “independentemente de aparência, etnia, religião, sexo ou quaisquer outros atributos, garantindo que todos possam aprender.” ai vem algum espertinho vitimista e pergunta: “e quanto aos zarolhos, manetas, pernetas e eunucos? estariam contemplados nesses direitos? eu não achei nada… precisamos incluir as minorias!!!
    :\

  6. Não cabe à escola fazer o que compete aos pais. O papel da escola é o ensino do português, da matemática, etc. A escola não deve interferir em mais nada.

  7. Entendemos que não é dever da escola ensinar sobre ética e moral, pois se isso ocorrer o Estado as usará (como já usou antes) para doutrinar e silenciar possíveis questionamentos e irá cercear a liberdade dos estudantes.

    Finalmente fez uma hein Temer?!!

  8. Enfim o Governo Temer fez algo sensato, depois de tantas emendas aberrativas sem o menor sentido, tirando direitos dos trabalhadores, agora acertou ao menos esta. Fora com essa anômala “ideologia de gênero”.

  9. Procurem no YouTube o que está acontecendo nas escolas e faculdades dos EUA, e que adotaram medidas parecidas as que o MEC queria… Mulheres, mas crianças e professores atacados por outros alunos (por acaso fascistas de Esquerda). Se vc não sabe nada sobre o assunto pode pesquisar as palavras “Antifa”, “SJW” “Berkley riots”, onde protestantes esquerdistas mascarados destruíram a a faculdade, bateram em pessoas que esperavam na fila para ver o discurso de Milo Yanoppolis, simplesmente por ele Ser de sireita.

  10. “Ou seja, agora não é mais obrigatório que seja necessário o respeito à “identidade de gênero” e “orientação sexual”.”
    O que significa dizer que não é mais “…necessário o respeito”? Isso significa que devemos, portanto, desrespeitar quem é homossexual?
    Se eu tivesse um aluno que foi xingado por ser homossexual, o que eu, se fosse professor, deveria fazer?

  11. Excluir a udelogia de gênero ea discussão skbrea a orientação sexual da grade curricular é um grande equívoco. Esses temas rem que ser discutido dentro das escolas. O primeiro trata das desigualdades sociais entre homens e mulheres e a sociedade trata as mulheres e o segundo nos leva a refletir as condições sociais das pessoas que convivem com as pessoas do mesmo sexo. E essas pessoas estão em todas as famílias.

  12. Enhorabuena a Temer por actuar correctamente. Una buena noticia para la libertad, para dejar de manipular a los niños, para defender los derechos de los padres a educar a sus hijos según sus valores. Gracias.

  13. A tv Globo, é uma transmissora onde eles divulgam só coisa nojenta, como , prostituições, ilusionismo, ocultismo, e outras desgracas, se povo bem soubesse, não assistiria mais essa droga de revisão, onde só ensina coisas erradas.

  14. Uma boa noticia pois a escola tem sua obrigação e a família a dela
    no mundo em que vivemos sempre teve todo tipo de gente e nunca a escola teve o trabalho de ensinar tais coisas absurdas porque teria agora.
    Não é de grande importância para crianças aprender tais coisas como sexualidade.
    Ao invés de se preocuparem com algo que é importante aos homossexuais porque não uma nova
    Língua o inglês assim como em países desenvolvidos?
    seria uma boa hora para por em prática crianças falando duas línguas.

    1. Verdade 👏 Escola é pra ensinar . E porque quer educar? A família educa. Por isso que temos jovens semi analfabetos que não sabem nem desenhar o próprio nome mas, sabem falar e fazer todo tipo de sexo que a escolinha ensina. Eu quero educar meu filho. 🙌🙌🙌

  15. Mudaram os textos, mas mesmo assim ainda há como serem abordados os assuntos nas escolas… Até por que, os assuntos cortados nos textos(apenas diretamente), estão presentes no dia-a-dia, inclusive, dentro de todas as salas de aula, pois nós existimos, apesar do preconceito de alguns e da inútil tentativa de nos tornar invisíveis novamente…
    Não entraremos nos armários da hipocrisia de novo e continuaremos a falar do assunto, já que é impossível exclui-los(nos excluir) da Vida…
    Nós existimos…
    Abraços…

Deixe uma resposta