Secretário de Doria trai o prefeito e se alia a PT e PSOL para defender doutrinadores

O secretário de educação Alexandre Schneider (PSD) se aliou a sindicatos ligados ao PT e ao PSOL nas críticas ao vereador Fernando Holiday (DEM/MBL). O parlamentar visitou recentemente duas escolas da rede municipal de ensino para fiscalizar instalações e o conteúdo das aulas, no que ele chama de “combate à doutrinação ideológica”. A pauta, que tramita no Congresso Nacional, tem como principal referência o PL do ‘Escola Sem Partido’.

Em nota, Schneider afirmou que: “Evidentemente o vereador exacerbou suas funções e não pode usar de seu mandato para intimidar professores.”

Em seguida, faz uma afirmação preocupante: “A escola, como qualquer organização social, pública ou privada, não é nem nunca será um espaço neutro”, confessando a parcialidade com que conduz sua gestão a frente da secretária.

Schneider é do mesmo partido que Gilberto Kassab, o PSD. Ministro de Dilma e, hoje, do governo Temer; Kassab foi o principal defensor de limitações na velocidade da internet em todo o território brasileiro. À epoca, o vereador do MBL liderou uma campanha contra a medida, que o fez voltar atrás.

Acontece que, ao contrário do que afirma o secretário, que se baseou em distorções promovidas pelos partidos e sindicatos de esquerda, não houve intimidação, coação ou qualquer coisa nesse sentido. Fernando Holiday apenas cumpria, conforme permite o artigo 23 da lei orgânica do município, sua premissa fiscalizadora de forma respeitosa. Veja o vídeo com a explicação:

Anúncios

14 comentários sobre “Secretário de Doria trai o prefeito e se alia a PT e PSOL para defender doutrinadores

  1. Um secretário esquerdopata, com ideias sindicalista, em total dissintonia com o prefeito Dória.
    Um secretário como esse, deve ser desligado do governo Dória imediatamente, com o risco de se nao o fizer, contaminar outras secretarias e desmoralizar a elevada moral atual do prefeito.

  2. Bem feito pra quem insiste em colocar gente de esquerda onde governa, uma hora a traição virá. Criam cobras achando que jamais serão picados!

  3. O secretário não é de esquerda e vê de perto as necessidades de uma escola. Oq o Holiday fez e imoral. Por acaso a escola na qual ele visitou, as escolas em questão, são lugares que ele frequenta com periodicidade que lhe garante um conhecimento do entorno, realidade da Unidade, PPP, formações e adequações feitas naquele lugar, o q o torna único? Com que embasamento e objetivo fez determinadas questões a professores? Pior, com q olhar?…. Não sou partidária, mas posturas assim devem assustar e repugnar a todos.

    1. Não é PARTIDÁRIA é Déborah? Conta outra esquerdinha…desde quando vereador fiscalizar o andamentos dos trabalhos nas instituições públicas é IMORAL? É mais do que sabido que nossas crianças sofrem DOUTRINAMENTO IDEOLÓGICO nas escolas e que boa parte dos professores e gerência fazem parte dessa IMORALIDADE…FERNANDO HOLIDAY está de PARABÉNS. Quem dera outros parlamentares seguissem o exemplo…FORA COMUNISTAS CRIMINOSOS…DEIXEM NOSSAS CRIANÇAS EM PAZ.

    1. Vejo que infelizmente voltamos ao remoto “Brasil ame-o ou deixe-o”, ou estou engado em dizer que alguém que formou-se, e capacitou-se para ministrar conhecimento, deve “Temer”? complexa esta visão de mundo que, ou você é direita ou é convidado a se retirar, limitando a linha de pensamento ao bipartidarismo. O que nos falta agora? queimar os livro sobre Marx? invadir as casas e levar pessoas para interrogatórios? devemos deixar de usar camisetas vermelhas, e dizer que todos os tomates são petistas? Creio que na verdade deveríamos nos portar como reais brasileiros que importam-se com a desconstrução de conceitos errôneos, e com a formação de melhores cidadãos, que conheçam realmente nossa história e possam modifica-la.

  4. Meu deus estamos perdidos so tem traira nesta politica suja temos que tirar todos esses lixos e comecar do zero
    Sabe como nas eleicoes ninguem ir as urnas.
    Doria um gestor honestos e rodeado de trairas ninguem comfiavel
    Limpar lugar de lixo e no lixo..
    Deus esta com Doria..

  5. Discorde, se oponha e ganhe rótulos, agressões e ofensas! Esse é o nível do debate político dos brasileiros, fomentado em muito por lideres como esse Holiday, que na incapacidade de defender suas ideias de forma ética e convincente, usa todo tipo de taxação pejorativa, usando discursos agressivos de caráter messiânico que conquista simpatizantes intolerantes e incapazes de reflexões mais profundas! Já vimos esse filme, lá na Europa pelos idos de 1932, 1933…!

Deixe uma resposta