PT surta e quer investigação policial sobre filme da Lava Jato

Que os petistas adotam a Reversal Russa – no qual o rabo abana o cachorro – isso não é novidade, mas agora eles se superaram.

Estão irritados desde que souberam que estava para sair um filme sobre a (PT Lava Jato. Pois hoje três deputados petistas anunciaram que vão apresentar representações contra agentes da PF e contra o juiz Sérgio Moro.

Segundo os parlamentares, há indícios de irregularidades na ligação deles com a produção do filme “Polícia Federal – a Lei é para Todos”, que contará a história da operação. Os deputados patrulhadores são Paulo Pimenta (PT-RS), Wadih Damous (PT-RJ) e Paulo Teixeira (PT-SP).

Obviamente, a investigação não dará em nada, pois não há nenhum precedente para investigar alguém por se tornar personagem de filme. A narrativa dos petistas é dizer que os agentes federais cometeram crimes de improbidade administrativa, peculato, abuso de autoridade e prevaricação por estarem no filme.

“No direito público, aquilo que não é permitido, é proibido. Não há base legal para que a PF patrocine um filme que relate uma operação que ainda está em curso”, declarou Damous.

Ele até faz pode de que fala sério, embora a argumentação seja apenas uma gozação. É só para gerar furdunço. No fundo, o trio deve torcer para não tomar processo por denunciação caluniosa.

Anúncios

Deixe uma resposta