URGENTE: Dimenstein diz que o JL é anônimo e agora vai pagar por isso

O JornaLivre é um projeto que se iniciou em junho de 2016 para divulgar notícias e conteúdo que furassem a bolha criada pela grande mídia e pela blogosfera petista, ambas notoriamente alimentadas com verba estatal de modo direto ou indireto.

Tendo como um princípio não recebermos verbas estatais, o JornaLivre teve vários articulistas postando anonimamente  – mas nem todos, e é justamente aí que Gilberto Dimenstein cometeu seu erro mortal – principalmente porque nos idos de 2016, quando Dilma ainda não havia saído do poder, estávamos sob risco de nos transformar em uma Venezuela, país no qual divergentes são assassinados e perseguidos politicamente por divergir do regime de extrema-esquerda.

O JornaLivre atuou na denúncia dos mecanismos de totalitarismo e repressão durante todo esse período.  Desde a saída de Dilma Rousseff, o risco diminuiu.

Recentemente, o ex-jornalista Gilberto Dimenstein iniciou uma campanha inédita de perseguição política ao JornaLivre após publicarmos o texto abaixo:

Por dinheiro, dono do Catraca Livre ataca gestão Doria

No texto, mostramos que Dimenstein é dono de um boteco na Vila Madalena que foi beneficiado pelo fechamento de ruas estabelecido por Fernando Haddad. Como não podia negar nenhuma dessas afirmações, o ex-jornalista começou uma campanha para dizer que seríamos “site de notícias falsas”, mesmo que ele não conseguisse apontar qual mentira teria sido dita por nós.

Acompanhe outros posts sobre esta figura perversa:

Fake News: Catraca Livre usa notícia falsa para acusar Jornalivre daquilo que eles fazem

Catraca Livre e Fernando Holiday rivalizam nas redes sociais. Entenda…

Catraca Livre mira ataques em Doria e Holiday nos últimos dias. Veja fotos:

Dimenstein tenta usar suposta fala de Doria, se dá mal e assume que é mesmo de extrema-esquerda

Catraca Livre já recebeu R$ 11 milhões da Lei Rouanet e pode receber o dobro em 2017

10 mentiras de Gilberto Dimenstein, do Catraca Livre, verdadeiro campeão das fake news

10 vezes em que o Catraca Livre agradeceu os privilégios de Haddad, inclusive com mentiras

Arthur do Val humilha Dimenstein e prova que boteco é mesmo um boteco

Dimenstein ataca liberdade de expressão e tenta calar internautas que chamaram seu boteco de boteco

Como seria a visita de Dimenstein à PF para pedir a prisão do Jornalivre?

Agora, a bola da vez é um circo promovido por Dimenstein para dizer que está denunciando o JornaLivre à polícia. O curioso, como visto no último dos textos acima, é que ele não tem sequer coragem de dizer qual seria o crime.

Aqui está o motivo pelo qual o jornal sairá do anonimato: em sua prática de acusar os outros, Gilberto Dimenstein cometeu uma sequência de crimes de calúnia e difamação, além de ter praticado falsa comunicação de crime. Um de seus principais crimes é ter dito que tinha informações de que o JornaLivre foi financiado pelo gabinete de Fernando Holiday.

EVIDÊNCIA DIMENSTEIN.png

Para ver o post original, basta acessar este link.

Dimenstein terá que provar as acusações que fez e irá pagar pelos diversos crimes que tem cometido. O JornaLivre nasceu exatamente para lutar contra esse tipo de opressão, que já ocorre na Venezuela, no Equador e na Bolívia, onde a ninguém é dado o direito de se expressar contra poderosos que pertencem a um estado totalitário ou se alimentam dele, com coisas como Lei Rouanet e decisões estatais em prol de seus negócios.

A partir de agora, Dimenstein terá que provar tudo que diz, pois se ajudamos o Brasil a não virar uma Venezuela, não iremos permitir que um jornalista de extrema-esquerda venha agir como se já vivêssemos em uma nação bolivariana.

O JornaLivre permitirá que pessoas possam contribuir de forma anônima para o site, desde que o conteúdo atenda nossa linha editorial. O JornaLivre dá esse direito aos contribuintes, pois vivemos ainda em um ambiente de perseguição contra quem denuncia as maracutaias da extrema-esquerda.

Apesar de o PT ter perdido o Governo Federal e a prefeitura de São Paulo, ainda existem várias pessoas ligadas a eles espalhadas pela máquina pública ou então recebendo benesses estatais. Não é do dia para a noite que essa gente é tirada do poder. É por isso que continuaremos nessa luta, seguindo o nosso lema: JornaLivre, o jornalismo em prol da liberdade.

Roger Scar, Editor-Chefe e Colunista – JornaLivre

Anúncios

3 comentários sobre “URGENTE: Dimenstein diz que o JL é anônimo e agora vai pagar por isso

  1. Tá, mas não seria interessante, já que vocês fizeram uma matéria pra falar sobre o assunto, que vocês já se identificassem nela? Roger Scar não me parece um nome verdadeiro (posso estar enganado, mas acho improvável).

    É com um nome falso que vocês vão sair do anonimato?

Deixe uma resposta