Após queda nas vendas, Marvel descobre que tentar agradar a militância de esquerda não vende gibi

Parece que após ter quedas violentas no número de vendas, a Marvel Comics está começando a perceber que tentar agradar a autoritária militância de esquerda gera antipatia de seu público principal, e não vende revista em quadrinhos.

O vice-presidente de vendas da companhia, David Gabriel, foi perguntando pela revista ICv2 sobre os resultados ruins no último ano e sua resposta foi: “Pelo que ouvimos, as pessoas não querem mais diversidade. Não querem personagens femininos. Foi o que ouvimos.” e concluiu dizendo que foi isso que viram nas vendas.

Percebe-se que houve uma tentativa de fazer rotulagem na resposta de David. Ele fala como se houvesse intolerância por parte das pessoas, mas a verdade é bem mais simples: a editora fez mudanças em personagens clássicos e queridos pelo seu público com o único intuito de agradar a extrema-esquerda, e isso sim foi um tiro no pé.

O que causa antipatia do público não é a diversidade, nunca se tratou disso, e sim de se curvar às exigências autoritárias dos “justiceiros sociais”, que sequer consome quadrinhos.

Anúncios

2 comentários sobre “Após queda nas vendas, Marvel descobre que tentar agradar a militância de esquerda não vende gibi

Deixe uma resposta