Nome ventilado pelo partido Novo para 2018 já começa a aterrorizar a esquerda

Segundo o blog da Helena Sthephanowitz, que representa a extrema-esquerda (de partidos como PT, PCdoB e PSOL), a possível candidatura do empresário Flávio Rocha – informação que teria sido ventilada pelo partido Novo, pelo qual ele concorreria – à presidência em 2018 já está incomodando os vermelhos.

O texto alega que ele não pode ser considerado uma renovação na política por já ter sido deputado federal em 1986 pelo PFL, o que é estapafúrdio. É evidente que Flávio Rocha não integra os quadros de políticos profissionais ligados ao abuso do aparelho estatal.

Rocha foi um dos defensores do impeachment da bolivariana Dilma Rousseff, a qual executava um projeto de saqueamento estatal para implementação do totalitarismo, contra o qual a nova linhagem de empresários que começam a participar da política se rebela.

Ele também refuta a política dos campeões nacionais do BNDES, implementada pelo PT, que cedia verbas públicas para grandes empresas (como JBS Friboi), que, não por coincidência, eram as maiores financiadoras do partido.

Rocha faria parte de um Dream Team de gestores que seriam apoiados pelo movimento MBL para atuarem fortemente na política. João Doria é o exemplo mais visível. Fontes dizem que na visão do movimento estes gestores são vistos como parte da construção de um novo Brasil.

Anúncios

10 comentários sobre “Nome ventilado pelo partido Novo para 2018 já começa a aterrorizar a esquerda

  1. Uma pergunta: será que não daria para privatizar o Brasil! !??
    Não adianta nada um “novo”- partido!! De qualquer forma, esse “novo” partido teria que se alinhar, macomunar, confabular, concordar, chafurdar com outros partidos para governar.
    Então, com partidos políticos, numa coalizão partidária (talvez, parceria criminosa), a situação continuaria a mesma…
    Talvez, a privatização seria a solução, com o povo recebendo royaties…

  2. Gestores são muito bons em economia, mas o socilaista FHC também era.
    O que eu quero saber é o que esses gestores pensam sobre desarmamento, fronteiras, “cultura do estupro”, menoridade penal, feminismo, ONU, ativismo gay, aborto, multiculturalismo, ideologia de gênero, políticas de segurança, etc.

  3. Regime republicano é um fracasso. Nao adianta tentar reconstruir um pais ja fudido desse em uma ou duas geraçoes. Que volte a Monarquia Parlamentarista.

  4. Vamos investir na CONSCIENTIZAÇÃO!
    VAMOS UNIR ESFORÇOS PARA LEVANTAR LÍDERES DE MÃOS LIMPAS!
    Vamos divulgar esses nomes.
    Vamos começar a FORMAR o ALICERCE NA ROCHA para que aguente qualquer vendaval de ataque dos corruptos!…….

  5. Bom dia,
    Um cara sério como esse provável Candidato, teria que se unir ao Bolsonaro ou João Doria e passar o Brasil a limpo. Pois nosso país passa por uma crise moral e ética, deixada por essa quadrilha que se instalou em nossa nação!!
    Tem que mudar a partir de nós!!

  6. Privatizar é o sonho dos especuladores de plantão.
    Precisamos sim, dos trabalhadores conscientes e organizados para enfrentar os usurpadores dos direitos trabalhistas.
    Estes “gestores ” querem na verdade maximizar seus lucros em nome da tal governabilidade dos direitos privados.
    E não respeitar os direitos dos trabalhadores.

Deixe uma resposta