Aloysio Nunes defende expulsar ditadura venezuelana do Mercosul

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, atacou a escalada de autoritarismo na Venezuela e disse que o país pode ser expulso do Mercosul. Ele disse isso nesta sexta-feira, antes de embarcar à Argentina, onde chanceleres desses países, Paraguai e Uruguai farão uma reunião de emergência sobre o caso venezuelano. Na última quarta-feira, o tribunal máximo da Venezuela deu um golpe de estado a mando do tirano Maduro e assumiu as funções do Parlamento. As informações são do Globo.

“Evidentemente, houve um fato novo, uma escalada de autoritarismo. A própria procuradora-geral reconhece que houve ruptura da Constituição”, disse o ministro, fazendo referência à procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega, ligada ao chavismo, que nesta sexta-feira denunciou “várias violações da ordem constitucional”.

” Vamos buscar um consenso, que pode ser até o acionamento da cláusula democrática, para a exclusão da Venezuela do Mercosul. Mas não vou com posição fechada. É meu ponto, mas vamos para buscar um consenso”, completou. Em dezembro do ano passado, a Venezuela foi suspensa do bloco, por não cumprir obrigações assumidas no protocolo de adesão. Na quinta-feira, o governo brasileiro já havia descido o relho sobre a sentença do Tribunal Supremo de Justiça venezuelano, denunciando-a como  “claro rompimento da ordem constitucional”.

Aloysio Nunes afirmou ainda que, nos últimos dois dias, desde que o Parlamento venezuelano teve as funções assumidas pelo tribunal máximo do país, os chanceleres do Mercosul não conseguiram mais se comunicar apenas por Whatsapp. Por isso, disse, foi convocada a reunião emergencial.

“Nós (chanceleres da América do Sul) nos comunicamos frequentemente por Whatsapp, mas o Whatsapp não dá conta desse processo. Achamos necessário fazer uma reunião de avaliação. Temos de tomar cuidado com o reforço de discurso de governo despótico, de cerco do inimigo externo. Vamos trocar informações. Cada um sabe uma parte. O importante é tomar uma decisão conjunta”, completou.

Anúncios

Um comentário sobre “Aloysio Nunes defende expulsar ditadura venezuelana do Mercosul

Deixe uma resposta