MPF quer impedir que Adriana Ancelmo seja julgada por outro juiz

O Ministério Público Federal (MPF) acaba de se manifestar contra o pedido de Adriana Ancelmo para que ela não seja julgada por Marcelo Bretas. A defesa de Adriana alega que a ação penal resultante da Operação Calicute não tem dependência da Operação Saqueador, contra Carlinhos Cachoeira, Fernando Cavendish e outros réus, que são todas julgadas na 7ª Vara.

O pedido será julgado nesta quarta (28) pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região. Caso Adriana consiga, haveria um sorteio para decidir qual vara ficará com a ação.

Para o MPF, no entanto, é forte a conexão das ações derivadas das operações Saqueador e Calicute.

“Um exemplo foi o compartilhamento de um depoimento de executivo da Andrade Gutierrez (obtido por meio de acordo de leniência) e outros elementos contidos em ambos os autos. Foram citados precedentes no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para manter a ação na atual Vara”, diz trecho do documento.

As informações são do Radar On-Line.

Anúncios

Deixe uma resposta