Esquerda europeia acusa May de ser “anti-democrática”, mas se trata justamente do contrário…

por Roger Scar

Uma postura comum, mas ainda assim curiosa por parte da esquerda mundial é o hábito deplorável de acusar os inimigos daquilo que eles próprios fazem ou dizem. É assim que as coias estão na Europa, especialmente agora que a saída do Reino Unido da UE está oficializada, ou seja, vai mesmo acontecer.

Ativistas se reuniram nesta quarta-feira, diante do Parlamento britânico, usando um boneco com o rosto de Theresa May, a primeira-ministra, protestando contra o Brexit. No protesto, outros ativistas apareceram como “cidadãos amordaçados”, e nas placas eles evocaram a “democracia”. Uma das placas diz: “Você tem medo da democracia?”

Pois é…

O caso é que Theresa May, na realidade, está justamente cumprindo aquilo que a maioria dos cidadãos decidiu. Foi a maioria dos britânicos que escolheu sair da União Europeia, a decisão não partiu exclusivamente do governo. No referendo do ano passado, o povo escolheu… Isso não é democracia? Sim, é. É exatamente a definição de democracia, aliás.

Sabe o que seria extremamente anti-democrático? O governo, após o referendo, simplesmente decidir ignorar a escolha dos cidadãos só para atender os caprichos e interesses mesquinhos de socialistas. Seria anti-democrático, também, o governo fazer um referendo mentindo para a população sobre os fatos, como fez o nosso governo em 2005, em ocasião do referendo das armas, quando gastaram dinheiro público para fazer campanhas mentirosas na TV e desrespeitar a população.

Theresa May é democrática. Assumiu o cargo que ocupa através dos meios legítimos, está legitimando a legislação no que diz respeito ao Brexit e, acima de tudo, está trabalhando para cumprir a vontade popular. Esta é a mais pura democracia.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Esquerda europeia acusa May de ser “anti-democrática”, mas se trata justamente do contrário…

Deixe uma resposta