Injustiça: agente penitenciária trata mulher de Cabral como detenta comum e é afastada

Infelizmente, apesar de todos os avanços na justiça, ainda somos o pais do “você sabe com quem está falando?” Uma agente penitenciária afirma ter sido afastada de Bangu 8 por tratar Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador carioca Sérgio Cabral, como uma detenta comum.

O caso chegou a público após uma denúncia de um colega dela, outro agente. Ele revelou à imprensa que sua amiga foi transferida de Bangu 8 por ter se dirigido à ex-primeira-dama, chamando-a de “detenta” e pediu que Adriana colocasse as mãos para trás. Depois do episódio, nada demais visto que, de fato, Adriana é uma detenta, foi feita uma  queixa à direção e a agente foi transferida para uma outra unidade.

Foi aberto um inquérito para investigar tais acontecimentos.

 

Jovem Pan

Anúncios

3 comentários sobre “Injustiça: agente penitenciária trata mulher de Cabral como detenta comum e é afastada

  1. Essa estória de ” sabe com quem está falando” ou ” sabe quem eu sou?” é um caso para Manicômio afinal o sujeito está desmemoriado, não sabe nem quem é!!!

  2. NÃO SEI SE É VERDADE POIS HÁ MUITAS POSTAGENS FALSAS MAS CASO SEJA VERDADE É UMA VERGONHA POIS ESTA MULHER FEZ MUITO MAIS MAL A SOCIEDADE DO QUE UMA ASSASSINA POIS MATOU A DIGNIDADE DE TRABALHADORES QUE ESTÃO Ä MINGUA POR FALTA DE PAGAMENTO POIS ELA E SEU MARIDO SAQUEARAM O ESTADO. FOSSE EM OUTRO PAÍS, ELA ESTARIA NO CADAFALSO.

Deixe uma resposta