CUT já fez até terceirização de manifestação em 2015

Em 2015, muito antes do projeto que amplia a possibilidade de terceirização de mão de obra ser aprovado na Câmara, a CUT já terceirizava manifestações, ironicamente para protestar contra o projeto.

Já com o filme queimado e sabendo que não iria fazer número na manifestação, a CUT recrutou pessoas necessitadas nas periferias de Brasília e pagou o cachê de R$ 45, além de fornecer lanche, camiseta e boné da entidade.

Estaria CUT a frente do seu tempo?

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “CUT já fez até terceirização de manifestação em 2015

Deixe uma resposta