Justiça marca audiência de caso que pode fechar Ipiranga no Rio

A rede Ipiranga terá uma audiência de conciliação com representantes do Ministério Público no dia 26 de abril. A empresa foi alvo de uma operação da Agência Nacional do Petróleo (ANP) em novembro de 2016, no Rio, quando foi constatada a distribuição de etanol misturado com metanol. Essa adulteração pode resultar em graves danos à saúde pública.

Para o processo, a Ipiranga contratou o ex-Advogado-Geral da União Luís Inácio Adams. O Ministério Público pede a cassação da inscrição estadual da empresa. Além dela, também foi flagrado combustível irregular em postos da BR Distribuidora e da Shell.

Informações do Radar On-Line.

Anúncios

Deixe uma resposta