Vitória da extrema-esquerda na Reforma da Previdência é fruto da omissão de seus opositores

por Roger Scar

A Reforma da Previdência, aquela necessária, que poderia mesmo solucionar o problema, já era. Não vai mais acontecer. Ao menos é isso que os novos fatos têm indicado. Tudo isso em virtude das manobras esquerdistas de sempre, que consistem em burlar dados, manipular informações e entregar mentiras convenientes às pessoas.

Na semana passada, quando fizeram aquelas manifestações contra a Reforma pelo país inteiro, ficou claro para quem teve olhos e viu: tudo era só um pretexto para aclamar Lula de volta. Foi uma jogada inteligente, é claro. Sindicatos e movimentos “sociais” que, como todos sabem, são diretamente ligados aos mesmos partidos de sempre, organizaram o ato sob o pretexto mentiroso de que a Reforma iria acabar com as aposentadorias, que todos sofreriam, etc. Tudo conversa. Queriam mesmo era Lula em um palanque com milhares de espectadores, em sua maioria gente que não quer Lula de volta, mas que foi manipulada a pensar que sim.

A culpa disso tudo, entretanto, não é da extrema-esquerda. Ela está fazendo seu trabalho, que é destruir a nação. O objetivo deles sempre foi esse! A culpa é, de fato, daqueles que se dizem opositores da esquerda. Os conservadores, os liberais, os anti-comunistas declarados que se omitiram. Enquanto a esquerda criava narrativas, estes ajudavam a difundir. Compraram a cartilha esquerdista sobre o tema e nem perceberam.

Enquanto alguns movimentos tiveram a decência de ler a realidade e perceber a necessidade da Reforma, chegando a apresentar seu próprio modelo para ela, outros ficaram na moita, escondidos, apontando o dedo e criticando aqueles que estavam efetivamente combatendo a agenda comunista no país. Em vez de atuarem, se encolheram, se esconderam atrás de um pretexto, a desculpa de que “não concordam com esta reforma”…

Ora! Se não concordam com a reforma, porque não apresentaram alguma proposta? Deixar do jeito que está só interessa a um grupo político: A Esquerda! Lula sabe disso, e certamente figurões como Vagner Freitas e Guilherme Boulos também sabem. O rombo na Previdência não irá afetá-los, e se o sistema quebrar não será o Wagner Moura a perder dinheiro. As pessoas comuns, por outro lado, estão ferradas.

Parabéns aos envolvidos. Conseguiram fazer a esquerda vencer uma batalha mesmo no meio de um monte de derrotas, e fizeram isso por pura birra.

Anúncios

Um comentário sobre “Vitória da extrema-esquerda na Reforma da Previdência é fruto da omissão de seus opositores

Deixe uma resposta