Vídeo: Deltan ironiza tese de perseguição a Lula: “políticos jamais são corruptos”

A extrema-esquerda continua tentando manter seu domínio nas narrativas políticas. Os advogados do ex-presidente Lula continuam insistindo na falácia de que o petista é vítima de perseguição política, especialmente por conta da Operação Lava Jato, entre outras investigações.

Como pode ser visto na entrevista para a Jovem Pan, o procurador do MPF e coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, disse: “O que eu descobri na Lava Jato é que os políticos jamais são corruptos ou criminosos. São sempre perseguidos. Quando as provas são consistentes não basta outro discurso senão o de perseguição”.

Depois de ter listado as acusações feitas contra Lula (que não são poucas, diga-se), Dallagnol argumentou que há consistência jurídica, já que não é apenas na Lava Jato que o petista é impactado por envolvimento em corrupção.

“Você dizer que esses juízes, embasados em investigação séria, conspiram para prejudicar alguém, isso sim é literalmente uma teoria da conspiração”, argumentou o coordenador da Lava Jato.

Em resposta a algo que todos queremos saber (quando Lula será julgado em primeira instância) o procurador afirmou que o processo já está em fase avançada. “Dentro da normalidade, é possível que aconteça sentença criminal até meados deste ano”.

 

Veja a entrevista completa:

Anúncios

Deixe uma resposta