“É necessário acabar com essa obrigatoriedade”, diz Rogério Marinho sobre o imposto sindical

O deputado federal Rogério Marinho, do PSDB, é relator da Reforma Trabalhista na Câmara e tem como uma de suas principais propostas a extinção do imposto sindical.

“É necessário tornar opcional essa contribuição sindical e retirar essa obrigatoriedade. Estou falando de 15 bilhões de reais nos últimos cinco anos, são sindicatos patronais e de trabalhadores – que muitos deles não representam as suas respectivas categorias”, disse.

Para quem não sabe, o imposto sindical é também chamado de “contribuição sindical”, mas é obrigatório. Uma vez ao ano é descontado da folha de pagamento de todos os profissionais com registro em carteira o equivalente a um dia inteiro de trabalho, dinheiro que é dado aos sindicatos das respectivas categorias.

É dessa grana que muita gente vive sem trabalhar, como sempre às custas de quem trabalha.

Advertisements
Anúncios

4 comentários sobre ““É necessário acabar com essa obrigatoriedade”, diz Rogério Marinho sobre o imposto sindical

  1. E’ uma canalhice. Esse tal imposto sindical não deveria jamais ter existido. Só houve uma serventia: encher o rabo do Lula e os seus comparsas. Quem enche bunda de judas e molambo.

  2. Também acho isso, mas como vai ficar a homologação trabalhista?? Alguém pode me explicar, porque se ficar direto com o empregador o trabalhador vai ser enganado.

Deixe uma resposta