Juiz que negou liminar de militates da REDE contra Doria ironizou o fato de serem filiados ao partido

O juiz Danilo Mansano Barioni, que negou o pedido de liminar que pedia a proibição de o prefeito João Doria de receber doações de particulares para a Prefeitura, ironizou em sua decisão o fato do pedido ter sido proposto por militantes da REDE, partido de Marina Silva.

Foi com base em trechos da própria ação, em que os autores disseram não ser possível apontar ilicitudes cometidas pelo prefeito, pela Prefeitura ou pelos doadores, que o juiz negou o pedido e aproveitou para citar o fato dos autores da ação serem todos filiados ao REDE.

“Ao ajuizarem esta demanda, doaram parte do seu precioso tempo, empenharam seu bom nome, tudo com vistas à obtenção de algo que acreditam e que, se acolhido, asseguraria a visão que têm de melhor direcionamento administrativo, não seu interesse individual. Circunstancialmente têm, os quatro, filiação partidária, vinculados à REDE SUSTENTABILIDADE, partido que, parece, não integra a base de apoio do Prefeito. Ora, quem poderia dizer, sem ser leviano, que ao ajuizarem esta demanda movem-se por fins outros que não o da crença num país melhor?”, ironizou o juiz.

Anúncios

4 comentários sobre “Juiz que negou liminar de militates da REDE contra Doria ironizou o fato de serem filiados ao partido

Deixe uma resposta