Lava-Jato: Até modelo da Playboy foi indiciada pela PF

A modelo Taiana de Souza Camargo, que foi capa da revista Playboy em janeiro de 2015, entrou na mira da Lava Jato e foi indiciada pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro e ou ocultação de bens, direitos e valores. Taiana é ex-amante do doleiro Alberto Yousef, um dos primeiros delatores da Lava Jato. As informações são do Estadão.

De acordo com a PF, Youssef transferiu bens e patrimônio para Taiana a título de “presentes”, e também bancou luxos e despesas cotidianas da modelo. Youssef chegou a pagar para ela uma BMW 2007, em 2011. Também foi apontado que Taiana recebeu milhões de Pessoa Física no Exterior.

“Evidentemente, Taiana tinha conhecimento das atividades ilícitas de Alberto Youssef, ou ao menos, era presumível que soubesse delas. Desta forma, havendo configuração clara da materialidade e autoria, pelos indícios apresentados, determino o indiciamento indireto de Taiana de Souza Camargo pelo crime de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores de Alberto Youssef”, afirma o delegado da PF.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s