Eros Grau critica foro privilegiado: “Todos devem ser julgados por igual”

O gaúcho Eros Roberto Grau, que foi ministro do Supremo Tribunal Federal entre 2004 e 2010 concedeu uma entrevista à Veja, onde, entre outras coisas, criticou o foro privilegiado.

Durante a entrevista, foi citada uma declaração de Fachin, que disse que o foro privilegiado é incompatível com o princípio republicano. Quando perguntado se Eros concordava com a afirmação, ele respondeu sim.

“Não há nenhuma distinção entre deputado, senador, membro do Poder Executivo e o mais humilde delinquente que pratica um delito para se alimentar. Não tem sentido isso. Todos têm que ser julgados de modo igual”, completou Eros.

 

Anúncios

Deixe uma resposta