“O Brasil vai ter que encarar a reforma da Previdência”, disse Dilma Rousseff em 2016

No início de 2016, os petistas e sua militância, que hoje se opõe à reforma da Previdência proposta pelo governo Temer e protestam nas ruas, apoiavam a então presidente Dilma Rousseff quando ela dizia que o Brasil precisava passar por isso.

“Vamos ter que encarar a reforma da Previdência. Não é possível que a idade média de aposentadoria no Brasil seja 55 anos. Para a mulher, um pouco menos. Não é possível por uma questão quantitativa. Vai ter menos gente trabalhando no futuro para sustentar mais gente sem trabalhar: os mais velhos que vão ter uma longevidade maior e os mais novos, que estão nascendo”, afirmou Dilma, em 2016, durante um café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto.

Quando foi perguntado à presidente se a reforma da Previdência seria aprovada no Congresso em ano eleitoral, Dilma disse: “Se os partidos políticos de oposição não tiverem um mínimo de compromisso com o país, eu acho que a sociedade brasileira tem maturidade suficiente também para desfazer a crítica porque estariam tendo um comportamento que coloca seus interesses eleitorais na frente dos interesses do país. É responsabilidade do governo em propor. Mas a responsabilidade também é da oposição em encaminhar de um jeito do quanto pior melhor, que tem sido a característica no último ano, ou ter uma atitude construtiva com o país”

Ver o comportamento dos petistas hoje perante o assunto só evidencia ainda mais que o importante para o PT é e sempre foi criar narrativas.

Anúncios

Um comentário sobre ““O Brasil vai ter que encarar a reforma da Previdência”, disse Dilma Rousseff em 2016

  1. Mas essa é maior característica dos petistas, eles falam uma coisa e depois fazem outra. Quem não se lembra do Lula antes de entrar para a presidência da República, criticava tanto os corruptos e ao chegar ao poder, se tornou o presidente brasileiro mais corruPTo que já tivemos na presidência da República.

Deixe uma resposta