Maia diz que idade igual para aposentadoria entre homens e mulheres atende exigência feminista

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira, 14, que a idade mínima de aposentadoria igual para homens e mulheres é um pleito dos movimentos que defendem os mesmos direitos para os dois gêneros. “Esse é um pleito também das mulheres há muitos anos, que é exatamente não ser tratada de forma diferente dos homens”, disse.

Para Maia, como as mulheres têm cobrado maior participação no mercado de trabalho, na política, “o equilíbrio tem que ser para tudo”. Segundo ele, pesquisas mostram que 65% dos brasileiros aprovam essa medida. “Há um pleito das mulheres de não serem tratadas como apêndice dos homens, então acho que na hora que o governo caminha para a reforma da Previdência, é obvio que o correto é que se caminhe para esse equilíbrio, onde mulheres e homens tenham a mesma idade mínima”, afirmou.

A informação é do Estadão.

Anúncios

13 comentários sobre “Maia diz que idade igual para aposentadoria entre homens e mulheres atende exigência feminista

  1. Infelizmente tenho que concordar com ele…E já que as feministas lutam por uma suposta equiparação salarial com nós homens (nunca vi falar de mulher ganhando menos que um homem exercendo mesmo cargo que este) nós homens poderíamos exigir licença paternidade com o mesmo período da licença maternidade…seria ótimo, eu poderia ajudar a minha esposa com o nosso filho (só não troco fraudas pq meu estômago é fraco LOL), ajudar na cozinha (isso se ela não me botar para correr com uma vassoura por derrubar algumas panelas ou derramar alguma coisinha)… 🙂

    1. a licença maternidade só é muito maior do que a licença paternidade pelo fato de a mulher passar quase 10 meses com um corpo dentro do seu corpo. O corpo da mulher muda completamente, o que ela conseguia fazer antes, ela já não consegue mais, e ela precisa de um tempo maior para se recuperar. O homem, apesar de se tornar pai, não passa pelas mesmas mudanças.

  2. Alguém sabe onde estão essas pesquisas que apontam que 65℅ dos brasileiros aprovam essa medida? Qual a validade disso? É muito diferente exigir que as mulheres não sejam consideradas apêndices dos homens e excluírem direitos, os quais levam em consideração as diferenças que existem sim entre homens e mulheres, sejam elas biológicas ou em termos de funções a que são submetidas todos os dias, com a jornada dupla, quiçá tripla, de trabalho. Eu particularmente não me alinho ao pensamento feminista da atualidade, e sei que muitas mulheres não vêem sentido nesse tipo de luta por igualdade sem considerar as diferenças. Precisamos na verdade manter a equidade, o que foi pretendido pelo legislador e compõe a nossa Constituição. Acredito que deveriam ser divulgadas as fontes das quais ele partiu para chegar a tais conclusões.

    1. Caroline Farias Amorim:
      Na verdade, ele está corretíssimo. Uma das reivindicações mais recorrentes com respeito à igualdade de gênero é a equiparação salarial e a representatividade em cargos de chefia. Como é impossível atingir o mesmo nível salarial e ser promovida o mesmo número de vezes trabalhando 5 anos a menos, essa reforma vai ajudar todo mundo.

      Além disso, a “jornada dupla” é um argumento circular. Se eu sou obrigado a trabalhar 5 anos a mais porque você “faz jornada dupla”, então eu tenho o direito de EXIGIR que você faça essa jornada extra. Afinal, estou literalmente pagando pelo seu trabalho. Sem essa reforma, a jornada dupla vai persistir eternamente.

    2. Caroline F. Amorim, já está com medo?
      Não lutaram tanto???
      Agora, a culpa é de “alinhamento”???
      Te respondo: NAO EXISTE ALINHAMENTO, PORQUE NAO EXISTE LÓGICA. SE VOCE QUER UMA REFORMA SOCIAL PARA ATENDER PARTICULARMENTE CADA UMA DE VOCÊS, AI FICA MAIS RIDÍCULO DO QUE EU ESPERAVA.

      Chupe essa manga e engula o caroço.

  3. Quem não quer isso é o mesmo povo que reclama da desigualdade, pois se os custos para manter mulheres trabalhando começarem a se equiparar aos custos dos homens, os salários também começarão a se aproximar, e aí não vai ter mais “injustiças contra qual lutar”.

  4. Na minha opinião o homem deveria se aposentar é ANTES que a mulher, já que a expectativa de vida do homem é muito inferior em comparação à das mulheres… Mulher aposenta, vive mais 30 anos de boa. Homem aposenta já com o pé na cova. E ainda reclamam por igualdade, se fosse para ser igualdade de verdade, homem teria que se aposentar antes.

  5. Acho válida essa igualdade, mas acho que se poderia começar igualando as mulheres que optaram por não ter filhos, nesta condição elas ficam bem igualadas aos homens sim.

Deixe uma resposta