Catraca Livre faz patrulhamento machista contra Paola Carosella, do MasterChef

Sites de extrema-esquerda como o Catraca Livre frequentemente estimulam linchamentos virtuais de pessoas indefesas fazendo encenação de virtudes. A última, foi a tentativa de assassinar a reputação do gaúcho Paulo Amaral, participante do programa Masterchef, acusando-o de praticar machismo.

Paulo elogiou a jurada do programa Paola Carosella pela sua habilidade na cozinha e beleza e logo depois fez uma brincadeira. “Eu sou açougueiro, né, entendo bastante de corte de carnes. Então, me identifico muito com você” disse, e Paola respondeu: “Porque você é açougueiro e eu sou um pedaço de carne, né?”.

No entanto, Paola disse que não viu machismo nas declarações de Paulo e o elogiou, algo que parece ter desagradado a extrema esquerda.

O Catraca Livre, numa tentativa de usar o episódio para criar uma narrativa, fez uma matéria insinuando que a jurada defendeu “o candidato machista”, sendo que a própria não viu nada errado nos elogios que recebeu, e parece ter ficado feliz.

Fazer um elogio ou um trocadilho bobo não é machismo Catraca Livre, machismo é querer decidir por uma mulher o que ela deve ou não defender ou o que é machismo ou não, a despeito de sua opinião sobre o assunto.

Anúncios

Um comentário sobre “Catraca Livre faz patrulhamento machista contra Paola Carosella, do MasterChef

  1. Que Burros! Ele se identifica com a Paola pq ele é considerada a Mulher da Carne, por ser especialista nisso
    Mas a Paola fiz uma brincadeira como se ela fosse feminista, mas não é
    Todos que conhecem o programa entenderam a brincadeira, só os tontos que não

Deixe uma resposta