Veja faz ataque cruel e machista à deputada Cristiane Brasil. Acusação: usou aplicativo de paquera. 

Por Renzo Brickmann

Observem o que está escrito na Veja.com:

“A deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) estreou um perfil no aplicativo de paquera Happn. O app funciona por geolocalização, mostrando outros usuários que estão por perto. Cristiane, que é filha do ex-deputado Roberto Jefferson, tem usado o Happn até nos corredores do Congresso. Um dos temas que marcou como sendo seu interesse, aliás, é o senador Aécio Neves. O aplicativo permite que o usuário selecione alguns assuntos para testar afinidades com outros participantes.”

A Revista Veja demonstra alto nível de crueldade e machismo nesse tipo de publicação.

No mundo atual é fato que todos nós acessamos aplicativos em todos os momentos. Não há irregularidade alguma em acessar seus aplicativos no lugar em que se queira. Como em toda atividade parlamentar, existem momentos de folga em que as pessoas possuem acesso à sua privacidade.

A Revista Veja fez um papelão imperdoável.

Anúncios

4 comentários sobre “Veja faz ataque cruel e machista à deputada Cristiane Brasil. Acusação: usou aplicativo de paquera. 

  1. Político também tem momentos de folga assim como artistas cantadores e etc.. também pode usar aplicativos sim pois é humano e não é robô então abaixo a ditadura contra as mulheres políticas

  2. Acho muita falta de assunto se importar com uma pessoa por causa tão insignificante. Antes de ser uma deputada ela é uma mulher…. Que tal voltarmos ao assunto Lava Jato…… Cadê nosso dinheiro,…..quando é que iram prender o Lula e a Dilma…..

Deixe uma resposta