Queda de braço entre Picciani e Pezão: “Sem salários em dia, alternativa é a intervenção federal”

Jorge Picciani já avisou a Luiz Fernando Pezão para esquecer a possibilidade de a Alerj votar a proposta de aumento da contribuição previdenciária do funcionalismo antes de os salários estarem em dia.

Agora, o presidente da Assembleia vai além: “Se os salários não forem pagos, a única alternativa é o governo federal fazer uma intervenção no Rio de Janeiro”. Picciani sabe que Pezão não tem dinheiro em caixa para acertar a conta com os servidores.

A notícia é do Radar On-Line.

Anúncios

Deixe uma resposta