Delação da Odebrecht pode acabar com candidatura de Aécio em 2018; Doria é o mais cotado para substituí-lo

Aqueles que até então eram os principais candidatos do PSDB à presidência da República estão de algum modo implicados com a Justiça. A Lava-Jato tem apurado as denúncias contra Aécio Neves, que foi acusado por um dos ex-executivos da Odebrecht de receber R$ 9 milhões em caixa 2, mas também há denúncias contra Geraldo Alckmin e José Serra.

Neste cenário, a hipótese ainda que improvável de João Dória ser candidato à presidência começa a fazer sentido. Estas delações poderão complicar as candidaturas tucanas, e seria bom para o partido ter um nome limpo para lançar. Dória é odiado pela imprensa, mas tem sido muito elogiado pelos paulistanos. Em dois meses de mandato como prefeito já realizou mais coisas importantes do que todos os últimos quatro prefeitos somados, o que por si só já é surpreendente.

Para desespero da extrema-esquerda e de outros setores da política, a aprovação de Dória poderia lhe garantir uma vitória fácil. O que por enquanto é só especulação ainda pode virar realidade, resta saber se o próprio Dória desejará que seja assim.

Anúncios

Deixe uma resposta