Defesa de Okamotto perde a linha e acusa Moro de ser simpático ao PSDB 

A defesa de Paulo Okamotto protocolou uma petição em que tece ataques ao juiz Sergio Moro. Ao contextualizar o pedido de inquirição da Fundação Fernando Henrique Cardoso, para fortalecer a tese de que as doações ao Instituto Lula foram feitas na legalidade, o advogado afirma que imaginava que Moro não fosse autorizá-lo:

“Afinal, a simpatia de V. Exa. por figuras do PSDB certamente impede que o pleito seja analisado com imparcialidade. Aliás, comprova tal fato o inédito pedido de desculpas feito por V. Exa. antes de formular uma pergunta ao ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso”, diz.

Ironicamente, quem passou anos acusando FHC de corrupção foram os próprios petistas, chegando até a forjar informações que nunca existiram e escrever livros a respeito.

Anúncios

Deixe uma resposta