Silas Malafaia é indiciado. PF diz que ele “se locupletou com valores de origem ilícita”

Depois de tanta demagogia, eis que Silas Lima Malafaia “se locupletou com valores de origem ilícita”. Este trecho foi extraído do despacho da Polícia Federal, em seu relatório final de conclusão de inquérito, divulgado pela revista ISTOÉ. O pastor foi indiciado por lavagem de dinheiro e participação num esquema de corrupção ligado a royalties da mineração.

Silas Malafaia foi pego pela Operação Timóteo. Este nome tem origem em um dos livros do Novo Testamento da Bíblia, a primeira epístola a Timóteo. Veja este trecho do Novo Testamento explica o porque da escolha do nome da operação: “Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males”.

De acordo com a investigação, foi encontrado um cheque do escritório de advocacia de Jader Pazinato, de R$ 100 mil, que foi depositado na conta de Malafaia. Ainda na investigação da PF, Pazinato, recebeu recursos ilícitos desviados de prefeituras e repassado propina, e também foi indiciado por corrupção ativa e peculato. 

Veja o trecho do despacho:

60

 

Anúncios

Deixe uma resposta