Tucanos e Bolsonaros vivem seu “momento PT” no Rio de Janeiro após votação sobre a CEDAE

por Baltazar Soares

PSDB e PT, sempre vendidos ao público como partidos que se opõem, parecem estar mais próximos do que nunca no Rio de Janeiro. Desde o início da semana, quando a ALERJ votou pela privatização da CEDAE, boa parte dos tucanos decidiu levantar a bandeira que PT, PSOL, PDT e PCdoB também levantaram.

Estes outros partidos, no entanto, em nada surpreenderam. Votaram como o esperado e se portaram como sempre: linhas auxiliares dos petistas. O que pegou muita gente de surpresa foi a reação do PSDB do Rio.

Como bem destacou Josias de Souza, em sua coluna no UOL, o “PSDB vive seu momento PT no Rio de Janeiro”, e agora os tucanos do Rio conseguiram até a contrariedade de grandes nomes da legenda, como Aécio Neves ou Geraldo Alckmin. O prefeito paulistano, João Dória, caminha na direção contrária e cresce feito massa de pão sovado.

Flávio Bolsonaro, que também votou junto com PT, PSOL, PDT e PCdoB, ficou marcado como “traidor da causa”. Muitos de seus seguidores o detonaram por isso, e não faltaram blogs e portais de direita criticando sua decisão, inclusive porque a justificativa foi tão ruim quanto o próprio ato em si.

Este é um momento histórico. Rio de Janeiro vive uma fase péssima, pior do que qualquer outra, e muitos que hoje estão no poder podem não estar mais em breve.

“A CEDAE é do povo”, justificam alguns. “Essa privatização está sendo feita de forma errada”, bradam outros. Já ouvimos isso antes, e foi na época em que sugeriram privatizar a Petrobrás. Se tivessem privatizado naquela época bastante coisa teria sido diferente…

Anúncios

Um comentário sobre “Tucanos e Bolsonaros vivem seu “momento PT” no Rio de Janeiro após votação sobre a CEDAE

  1. Cada erro que não foi erro, dos Bolsonaros tem um artigo mal feito só para gerar intrigas entre a verdadeira direita (PSDB, PMDB não é direita), isso não foi uma privatização por quê? veja o vídeo.


    Explicação do Flavio Bolsonaro.



    É agora! O Rio de Janeiro esta ferrado! Privatizar sim, mas não deste jeito!

Deixe uma resposta