Temer quer tratorar Reforma da Previdência. MBL retruca: “Covarde”

Michel Temer não está disposto a ouvir os partidos da base aliada nem os movimentos democráticos durante a reforma da previdência.

Esse é o sinal passado por importantes lideranças do PMDB. O presidente do partido, Romero Jucá, tenta impedir a interlocução da sociedade na Reforma da Previdência e exige que o partido vote apenas no projeto enviado pelo governo. Tal posicionamento frustra novos atores políticos como o MBL, que produziram uma emenda arrojada à reforma do governo.

Para o líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi “Esse projeto é de vital importância para o país, é um projeto do PMDB do presidente Michel Temer“, justificou.

Consultado pelo Jornalivre, o coordenador nacional do MBL, Kim Kataguiri, afirmou que a atitude de Temer é “um absurdo”. Para Kataguiri, “a reforma é ampla demais para não contemplar a interlocução de diversos atores e outras propostas“. Segundo ele “os jovens não foram convidados para o debate, mas terão que pagar a conta. Desta forma, o governo apenas aprofunda seu fosso com a sociedade. É lamentável e covarde”.

Advertisements
Anúncios

2 comentários sobre “Temer quer tratorar Reforma da Previdência. MBL retruca: “Covarde”

  1. O Temer não quer o debate o que ele está tentando fazer é uma coisa muito grave se o povo não for pra rua ele vai conseguir, essa reforma me chegar com todos brasileiros desde crianças até adultos, está reforma e ampliação pior coisa dos últimos tempos se forefere aprovada o povo vaí pagar o pato mais uma vez, a reforma e necessáriampliação sim porém não nestes moldes não temos saúde não tem nenhum projeto para garantir emprego para pessoas com mais idade não tem educação nem países do primeiro mundo é assim a previdência vamos pra rua movimentos sindicais depois não vai ter mais jeito a tática do temer é aprovar o quanto antes sem debate

Deixe uma resposta