“Previdência Livre” do MBL avança na Câmara; especialistas apoiam ideia

por Redação

A proposta de emenda à reforma da previdência efetuada pelo MBL, chamada de “Previdência Livre”, avança na Câmara dos Deputados e ganha eco na sociedade através das opiniões de economistas, administradores e contabilistas.

Idealizada pela FIPE e coordenada por Helio Zilberstejn, a proposta contempla uma renda mínima para quem jamais contribuiu com o INSS e diversos pilares de contribuição e modelos de capitalização, permitindo que o famigerado FGTS passe a, de fato, render mais que a inflação. O modelo, considerado “um avanço liberal”por Kim Kataguiri (coordenador nacional do movimento) foi elogiado por figuras como Hélio Beltrão, Stephen Kanitz e Rodrigo Constantino.

Em Brasília, parlamentares do DEM, PSDB, PMDB, PSD, PP e PTN demonstraram interesse em apoiar a ideia, e a emenda será protocolada para coleta de assinaturas nos próximos dias. Espera-se que, com as assinaturas obtidas, ela seja apreciada na comissão que debate a reforma da previdência.

Para Kataguiri, “a emenda do MBL pretende solucionar a previdência à longo prazo, além de corrigir distorções históricas. Enxergamos a reforma do governo apenas como uma transição. Precisamos avançar mais”. O jovem coordenador conta com a pressão das redes para que o projeto seja levado à frente.

 

 

 

Advertisements
Anúncios

3 comentários sobre ““Previdência Livre” do MBL avança na Câmara; especialistas apoiam ideia

  1. Finalmente uma luz nessa treva da reforma SA previdência, alguém descolado do governo surge com uma ideia nova e promissora, enfim jogou uma luz nesse problema que deixa grande parte dis trabalhadores muito apreensivos com o futuro de suas aposentadorias.

Deixe uma resposta