Parlamentar francesa não se rende aos fundamentalistas muçulmanos e cancela evento porque não aceitou ser obrigada a usar véu islâmico

Por que idolatras falsos ídolos femininos que só deram péssimos exemplos como Frida Khalo quando temos mulheres incríveis como a deputada francesa Marine Le Pen? Segundo a Folha, a parlamentar francesa recusou-se a submeter-se ao véu islâmico durante uma reunião que teria no escritório do grão-mufti Sheikh Abdul Latif Derian, principal clérigo sunita do país. Logo na entrada, um funcionário pediu que colocasse um véu antes do encontro. Le Pen negou-se e deixou o lugar.

“Vocês podem repassar meu respeito ao grão-mufti, mas não vou me cobrir”, afirmou a parlamentar, dando um verdadeiro exemplo de que lugar de mulher é onde ela quiser e que não deve ser obrigada a usar nada que não queira.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Parlamentar francesa não se rende aos fundamentalistas muçulmanos e cancela evento porque não aceitou ser obrigada a usar véu islâmico

Deixe uma resposta