Paulo Martins denuncia: governo Temer amplia imposto sindical até para funcionários públicos

Segundo Paulo Martins, a partir de agora todos os servidores e empregados públicos também terão que pagar o imposto sindical.

Embora chamado de “contribuição sindical obrigatória”, não passa de um imposto que gera a boa vida de líderes de sindicato.

A decisão veio do Ministério do Trabalho, do governo Temer.

Com isso, os sindicatos receberão cerca de 200 milhões de reais a mais por ano, e muito provavelmente a verba adicional deve ser usada a favor de partidos de extrema-esquerda que querem derrubar o governo.

Assista:

Anúncios

2 comentários sobre “Paulo Martins denuncia: governo Temer amplia imposto sindical até para funcionários públicos

  1. Para melhorar um pouco é preciso que tenha uma intervenção militar já, e modifique a segurança colocando o preso para trabalhar sem ser remunerado, e o produto seja vendido para pagar a segurança deles sem diminuir a pena.

  2. Ótimo!
    A Educação é o inicio para um mundo melhor. Pq não há bastante investimento na educação ? pq os lideres governamentais sabe que um investimento maior na educação (base de tudo) é colocar uma arma na mão da população, que com conhecimento jamais dará poder aos corruptos. por isto a maioria dos corruptos é eleito pela população carente sem conhecimento, que deixa se enganar por qualquer “migalha” para “compra do seu voto”.

Deixe uma resposta