Ditadura venezuelana confirma manutenção do preso político Leopoldo Lopez na prisão

Na última quinta (16), a Justiça venezuelana – fechada com o ditador Nicolas Maduro – manteve o preso político Leopoldo Lopez na prisão por 13 anos.

Nesta semana, a esposa de López, Lilian Tintori, visitou Donald Trump na Casa Branca. Ao contrário do que fazia Barack Obama (que nunca combateu ditaduras), Trump pediu no Twitter que Maduro soltasse López.

A ditadura de Maduro criou a narrativa de que López é responsável pela morte de 43 pessoas num protesto, unicamente porque ele foi um dos principais convocadores das manifestações nas quais os soldados do governo fizeram o massacre.

A prisão de López é ainda mais grave pela torpeza da narrativa. Se a moda pega, as ditaduras podem matar pessoas à vontade em manifestações, apenas para adquirir pretexto para prender os que as convocaram.

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Ditadura venezuelana confirma manutenção do preso político Leopoldo Lopez na prisão

  1. Isto demonstra como a esquerda é cruel, assassina e mentirosa. Toda pessoa de esquerda é mal caráter. Para esse lixo de gente o poder e o dinheiro que provém do mesmo é seu único interesse. Primeiro eles destroem a democracia e depois implantam o terror através das armas e, por isso, primeiro desarmam as populações. Qual partido de esquerda no Brasil se voltou contra a ditadura de Maduro? Nenhum. Por quê? Porque se pudessem fariam igualzinho no Brasil. Essa gente não presta.

Deixe uma resposta