GCM prendeu 19 vezes mais pichadores em janeiro do que em todo o ano de 2016

A Guarda Civil Metropolitana (GCM) deteve 39 pessoas por pichação em janeiro deste ano. O número de detidos é 19 vezes maior do que o registrado em janeiro de 2016, quando dois pichadores foram detidos. A diferença ressalta o combate da gestão do prefeito João Doria (PSDB) aos pichadores que atuam em espaços públicos e privados da cidade de São Paulo desde o início da sua gestão.

A nova política se reflete no número de detenções realizadas pela GCM (Guarda Civil Metropolitana), órgão municipal responsável pela área da segurança.

Ao todo, somando os dados da GCM, da Polícia Militar e da Polícia Civil, 74 pessoas foram detidas na capital paulista pelo crime ambiental de pichação desde o dia 1º de janeiro deste ano. A polícia não divulgou dados sobre o número de detidos por pichação em 2016 porque o crime de pichação não é tipificado nas estatísticas, segundo a Secretaria da Segurança Pública.

O número de detenções ocorridas em toda a cidade em menos de dois meses já é 23% maior do que os conduzidos para delegacias por pichação nos 12 meses de 2016 somente pela GCM. No ano passado, a Guarda Civil Metropolitana deteve 60 pichadores.

O secretário municipal da Segurança Urbana, José Roberto Rodrigues de Oliveira, ressalta que os infratores serão penalizados. “O aumento se deu pela disposição e vontade política do prefeito João Doria e sua equipe em enfrentar o problema. Salientando que todas as oportunidades estão sendo dadas àqueles que queiram ir para o grafite e a arte em si. Os que insistirem em continuar pichando a cidade terão o tratamento que a lei determina e com o apoio da Câmara Municipal que acaba de aprovar uma lei que prevê multas mais altas aos pichadores”, afirmou.

A informação é do G1.

Anúncios

Um comentário sobre “GCM prendeu 19 vezes mais pichadores em janeiro do que em todo o ano de 2016

Deixe uma resposta