Esquerda ataca falso título de ministra de Temer. Dilma também já divulgou currículo “errado”

O site petista Brasil 247 fez uma matéria atacando a juíza Luislinda Valois, escolhida como Ministra dos Direitos Humanos de Michel Temer. O motivo do ataque é até justo: Parece que Luislinda mentiu em sua biografia, alegando ter um título da ONU de “embaixadora da paz”, que a própria ONU nega.

Contudo, há de ser lembrado que os mesmos veículos não atacaram Dilma Rousseff – é óbvio – quando em pré-campanha, ainda em 2009, a então ministra mentiu sobre sua formação acadêmica. Em um currículo divulgado na internet, era propagada a informação de que Dilma teria mestrado na Unicamp e que ela cursava, ainda, um doutorado em Ciências Sociais na mesma instituição. O Estadão chegou a publicar matérias sobre isso na época.

O que é curioso é que a mentira ficou lá por bastante tempo, chegando a ser divulgada em veículos de informação sem que Dilma ou qualquer pessoa de sua equipe desmentisse. Somente quando a mentira foi descoberta por jornalistas é que ela confirmou que “havia um erro”.

Na ocasião, o nome de Dilma já era requisitado para suceder Lula, especialmente porque outros grandes nomes do partido tinham queimado suas imagens no escândalo do Mensalão. Esse “erro” no currículo de Dilma foi usado para tentar vender a imagem dela como uma grande gestora, como alguém capaz de tocar o país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s