Mais um programa de Doria: dessa vez, ele pretende acabar com carência de medicamentos da rede municipal

Mais uma ação necessária, decidida com precisão cirúrgica. O prefeito João Doria, depois de articular com o governo do estado e com a indústria farmacêutica, formalizou ontem (09/02)  que a rede municipal de saúde vai receber doações de medicamentos de laboratórios farmacêuticos para suprir sua carência por estes itens durante os próximos três meses.

Concluída esta etapa inicial, será iniciado mais um programa da gestão de Doria: o Remédio Rápido, que distribuirá remédios em mais de 3.000 farmácias (atualmente, isso é feito em apenas 458 unidades municipais).

“O nosso objetivo é sim eliminar a falta de remédio nas unidades básicas de saúde e hospitais”, disse o prefeito paulista.

Segundo a Folha, a ação foi uma parceria com doze laboratórios farmacêuticos que já se comprometeram a doar 380 milhões de comprimidos de 165 tipos de medicamentos, avaliados em R$ 120 milhões.

Mais uma vez, Doria foi questionado por um repórter sobre a opinião de especialistas em relação ao fechamento de farmácias em UBS’s e ironizou: “Eu amo os especialistas, o segmento que ajuda a imprensa que eu mais adoro são os especialistas, os mesmos que disseram que o Corujão da Saúde não iria funcionar, que iria ser um fracasso”.

 

Anúncios

2 comentários sobre “Mais um programa de Doria: dessa vez, ele pretende acabar com carência de medicamentos da rede municipal

Deixe uma resposta