Construtora de deputado envolvido em escândalo de corrupção demite estagiário por perseguição política

A construtora Cantareira, de Maringá, não é apenas especializada em construir. Também sabe muito bem como destruir. Mais especificamente, destruir vidas. Foi exatamente o que aconteceu com um estagiário que teve a infelicidade de começar sua carreira por lá.

O jovem Gabriel Vaz postou em seu Facebook pessoal as imagens abaixo:

 

capture

A construtora ficou sabendo e quis seguir o politicamente correto, grande mal do século. Agora, antes de tirar suas conclusões, note que, em nenhum momento o estagiário fez críticas às mulheres. Seu alvo foram as feministas que, convenhamos, são alvo fácil de qualquer piada.

Independentemente do alvo, os donos da empresa em questão promoveram uma espécie de linchamento digital em suas redes sociais para, logo em seguida, demitir o rapaz que se tornou um perseguido político a partir da postagem abaixo, diretamente do Facebook oficial da construtora Cantareira.

2

Se acha um exagero, pense na visibilidade negativa que ele recebeu. Naturalmente, os comentários da nota atraíram toda a sorte de comunistas, militantes e feministas. Imagine as outras empresas que, com medo de sofrerem linchamento semelhante, vão evitar contratá-lo. Ou seja, para alguém tão novo ter este tipo de exposição é fatal. Lamentamos muito pelo impacto causado na vida deste jovem e torcemos para que ele tenha sorte e consiga novas oportunidades.

Claro que, como qualquer empresa vinculada às pautas da extrema-esquerda, a Cantareira é hipócrita. Veja o que diz esta ex-candidata:

relato-cantareira

A Cantareira Construtora e Imobiliária foi, além de suja, oportunista porque fabricou uma polêmica para ganhar visibilidade na internet, cheia de militantes de plantão, ávidos por judas para malhar, independente da idade ou do estrago que isso possa causar.

Um fato curioso:  segundo a Revista Isto É, A empresa tem como sócio o deputado Edmar Arruda, envolvido em um escândalo de R$ 65.5 milhões no final de 2012 no Paraná, através de programas do Governo Federal “Minha Casa Minha Vida”, projeto da Caixa Econômica Federal.

Se você ainda acha que a extrema-esquerda não é perigosa e que não tem de ser combatida com todas as forças, pense novamente.

Anúncios

3 comentários sobre “Construtora de deputado envolvido em escândalo de corrupção demite estagiário por perseguição política

Deixe uma resposta