Segundo pesquisa, 92% dos militantes da esquerda alemã moram com os pais

Os dados que exibiremos a seguir são reveladores. Ajudam a entender mais sobre o perfil do militante médio alemão que não se distancia muito dos nossos populares “esquerda-caviar”. Conforme matéria do ILISP, uma vasta maioria dos esquerdistas detidos pela polícia em Berlim nos últimos anos por atos de quebra-quebra são homens jovens que ainda moram com os pais.

Se avaliarmos os detalhes, veremos que 873 pessoas foram detidas pelas autoridades de Berlim no período de 2003 e 2013. Deste montante, 84% eram homens, sendo que 72% deles tinham entre 18 e 29 anos. Um terço deles estavam desempregados e 92% ainda viviam com os pais. Se você achou que seriam adultos independentes, se enganou…

Os dados foram informados pelo Escritório Federal de Proteção à Constituição alemão.

Anúncios

Deixe uma resposta