Holiday assombra velha política ao economizar mais que o prometido

O vereador paulistano Fernando Holiday, que também é coordenador nacional do Movimento Brasil Live (MBL), surpreendeu ao anunciar uma economia superior aos 30% prometidos em campanha e acima dos 50% da verba que lhe é destinada, porcentagem com a qual se comprometeu após eleito. Defensor do liberalismo econômico, onde uma máquina pública mais enxuta, isto é, que gaste menos com a classe política, é prioridade; o vereador economizou, entre verba de manutenção do gabinete, salários de funcionários, carro oficial, motorista, nomeação de assessores, entre outras regalias das quais abriu mão, cerca de R$106 mil reais em seu primeiro mês de mandato. O valor corresponde a cerca de 64% do dinheiro que lhe foi disponibilizado.

Além disso, o jovem político doou 20% do valor liquido de seu salário, pouco mais de 2 mil reais. O gesto, que deverá ser repetido nos próximo 47 meses da atual legislatura, teve como primeiro beneficiário uma instituição filantrópica mantida pela Igreja Anglicana de São Paulo.

Em contato, Holiday afirmou a excepcionalidade da economia e explicou sua motivação: “Preciso ser coerente com a defesa de uma máquina pública mais enxuta, a começar por mim. Acredito que é possível fazer um bom trabalho gastando menos, por isso me comprometi com os 50 por cento todo o mês. Em janeiro, até por conta do recesso parlamentar, a economia foi maior do que o esperado”. Questionado acerca do uso do valor economizado, respondeu: “Agora é fiscalizar para que essa economia seja bem aplicada. Quem sabe, caso o exemplo se espalhe ou leis que reduzam esses privilégios ganhem força, não possamos cortar este custo na mastodôntica carga tributária brasileira?”, concluiu o jovem de 20 anos, revelando que a redução de impostos é mais uma de suas bandeiras.

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Holiday assombra velha política ao economizar mais que o prometido

  1. Exercer cargo eletivo publixo e aceitar mordomias e não economizar dinheiro público é tão nocivo quanto ser clérigo remunerado e se achar acima dos demais e viver da obra e não pela obra!

Deixe uma resposta